Café: Aprovado R$ 5,9 bilhões para financiamentos

PARTILHAR
grãos de café
Foto: Divulgação

Aprovado R$ 5,9 bilhões para financiamentos na safra 2021/22; Os recursos podem ser usados para custeio, comercialização, aquisição de café, capital de giro e recuperação de cafezais.

O Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou montante de R$ 5,9 bilhões para aplicação nas linhas de financiamentos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para a safra 2021/22. São créditos para custeio, comercialização, aquisição de café, capital de giro e recuperação de cafezais. Na temporada anterior, foram destinados R$ 5,7 bilhões.

A decisão foi tomada durante a 73ª reunião do CDPC, realizada nesta segunda-feira (29) com a presença da ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento).  A destinação dos recursos ainda precisa passar pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

O conselho também tratou da isonomia das taxas de juros na contratação das linhas de financiamento, medida que depende da aprovação da área econômica do governo federal.

Outro tema debatido, na reunião virtual, foi sobre uma linha de financiamento para promoção do café brasileiro nos mercados interno e externo, com objetivo de divulgar a qualidade do produto e buscar novos mercados consumidores.

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), integrante do CDPC, participou da reunião ordinária e contribuiu para a definição do orçamento do Fundo. Segundo o presidente da Comissão Nacional de Café da CNA, Breno Mesquita, os recursos do Funcafé serão liberados de forma antecipada em relação ao Plano Safra.

“Esses recursos são fundamentais para custear, principalmente, a colheita, que é a época que mais demanda gastos financeiros do produtor”, disse o presidente.

Durante a reunião, também foram aprovados os recursos que serão destinados para pesquisa e desenvolvimento da cafeicultura, realizados pela Embrapa Café, e ao levantamento da safra Cafeeira de 2021, feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O presidente Breno Mesquita afirmou que o Conselho também aprovou a proposta apresentada pela Confederação de que seja contratada uma consultoria para a reestruturação do Funcafé e o desenvolvimento de ferramentas que beneficiem o setor produtivo, principalmente as de gestão de riscos.

“Essas ferramentas, que serão desenvolvidas, podem garantir que os recursos sejam empregados sem o comprometimento da remuneração do Funcafé”, destacou.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.