Campeões da PBR voltam a enfrentar touros gigantes!

Campeões da PBR voltam a enfrentar touros gigantes!

PARTILHAR

O mundo dos rodeios voltou as arenas e já vem mostrando que o Brasil é bruto e segura a liderança mundial do torneio da PBR. Confira abaixo!

A PBR (Professional Bull Riders) anunciou uma nova parceria com o Grupo Globo para transmitir os campeonatos de montarias em touros no Brasil e nos Estados Unidos ao longo de 2021. A exibição começou na terça-feira (27/4). Os fãs podem acompanhar as disputas às terças-feiras, a partir das 23h (horário de Brasília), na programação do SporTV3.

A vitória na PBR (Professional Bull Riders) Unleash The Beast em Nampa garantiu a Kaique Pacheco a permanência no topo da tabela do verdadeiro esporte radical. Com três paradas, o brasileiro chega a quarta vitória na temporada 2021 e se mantém na liderança com 778,00 pontos. A etapa foi realizada nos dias 23 e 24 de abril.

Para a PBR, uma parceria é importante para o crescimento do esporte no Brasil – um celeiro de atletas de alto nível na competição. O país abriga o maior número de campeonatos de montaria em touros, atrás apenas dos Estados Unidos. Na tela do SporTV, Adriano Moraes, tricampeão mundial, será o comentarista das etapas, ao lado do narrador Luiz Felipe Prota.

“A cada ano temos mais e mais esportistas surgindo. Não estamos falando de rodeios ou festas do peão, focamos na montaria em touros como uma modalidade esportiva. A missão da PBR é profissionalizar e perpetuar o esporte ”, explica Moraes.

Esta é uma parceria importante para o crescimento do esporte no Brasil, já que o país é um celeiro de atletas de alto nível na PBR, além de ser o país com maior número de campeonatos de montaria em touros depois dos Estados Unidos.

A competição mundial de montaria em touros, realizada pela PBR desde 1994, foi vencida por competidores brasileiros onze vezes. No topo do pódio estiveram os tricampeões Adriano Moraes (1994, 2001, 2006) e Silvano Alves (2011, 2012, 2014), além de Ednei Caminhas (2002), Guilherme Marchi (2008), Renato Nunes (2010), Kaique Pacheco ( 2018) e o atual campeão mundial José Vitor Leme (2020).

Entre as competições promovidas pela PBR, a maior é a Desencadeie a Besta, que atravessa várias cidades norte-americanas de janeiro a novembro. Os cowboys disputam o final da temporada em Las Vegas, Nevada, e o campeão do mundo recebe a fivela de ouro como um prêmio e um bônus de US $ 1 milhão de dólares. Entre os 40 melhores competidores do mundo, 16 são brasileiros, informa a organização.

“Desde o primeiro campeonato de Adriano Moraes, inaugurando uma nova liga de montaria em touros, até a conquista da fivela de ouro em 2020 por José Vitor Leme, os competidores brasileiros estão na vanguarda do nosso esporte. Todos os brasileiros devem se orgulhar das grandes conquistas dos seus conterrâneos na PBR ”, diz o comissário da PBR, Sean Gleason.

O SporTV vai transmitir 15 eventos no total, incluindo finais mundiais da PBR, em Las Vegas (EUA). As competições estão suspensas no Brasil em função da pandemia de Covid-19 e, de acordo com a PBR, passarão a ser transmitidas, assim that before retomadas.

“Ainda mais importante que vencer eventos e campeonatos, a marca dos atletas [da PBR] é uma forma diferenciada que representam sua cultura e pátria. Estamos entusiasmados por termos agora a oportunidade de levar essas apresentações para ainda mais brasileiros ”, diz Gleason.

VITÓRIA EM NAMPA MANTÉM KAIQUE PACHECO NO TOPO DO MUNDO

O primeiro round ficou nas mãos do atual campeão mundial, José Vitor Leme. Com uma parada de 89,25 em XO, o sul-mato-grossense sinalizou a Pacheco aproximação, encerrando a noite como o vice-líder do Mundial. Enquanto isso, o líder fez 87,75 a bordo de Voodoo Box, quarta melhor da noite.

No segundo round foi a vez de João Ricardo Vieira vencer com uma parada de 87,75 pontos em Drop The Hammer e sinalizar que é sim um nome de peso para disputar o título esse ano. Pacheco terminou a semifinal com 74,75 pontos em Ain’t Easy Being Me, décima quarta na colocação geral.

A acelerada de Pacheco veio na final ao escolher o touro Chiseled, com quem fez uma das maiores notas de sua carreira no Mundial durante disputa do 15/15 Bucking Battle em Oklahoma City no dia 17 de abril de 2021. E a aposta valeu o risco, já que encerrou com 90,25 desta vez, a maior nota do round final.

Na somatória do evento, Pacheco encerrou com 252,75 pontos e 125 para o ranking.

Mas o público que acompanhou as disputas viu os brasileiros dominarem a etapa. Em segundo lugar ficou José Vitor Leme, com 178,75 pontos conquistados depois de parar em The Right Stuff na final, com 89,50 pontos. No segundo round ele ficou apenas 4,38 segundos em Smoke Show. Neste momento ele é o vice-líder do mundial com 712,00 pontos.

Sobre a PBR (Professional Bull Riders) Brazil

A PBR (Professional Bull Riders), que tem eventos em cinco países, compete na Brasil desde 2006, atuando com a Divisão de Acesso e o Monster Energy PBR, produzindo aproximadamente 15 eventos por ano, visitando cidades como Brasília, Americana, Jaguariúna, Divinópolis e Goiânia, além de outras importantes cidades regionais.

Os pontos conquistados em nossos campeonatos são válidos também para o ranking mundial da modalidade. Para mais informações acesse nosso site oficial www.pbrbrazil.com.br ou siga-nos no Facebook (www.facebook.com/pbrbrazil), Instagram (www.instagram.com/pbrbrazil) e Twitter (www.twitter.com/pbrbrazil).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com