China volta voraz pela carne brasileira, excelente notícia!

China volta voraz pela carne brasileira, excelente notícia!

PARTILHAR

Segundo a Agrifatto país asiático ajudou a elevar em quase 23% os embarques brasileiros da proteína na terceira semana de fevereiro.

O fim do feriado do ano novo chinês trouxe de volta ao mercado o maior comprador internacional da carne bovina do Brasil. Tal fato, diz o economista Yago Travagini, consultor da Agrifatto, ajudou a elevar em quase 23% os embarques brasileiros da proteína na terceira semana de fevereiro, na comparação com a semana anterior, para 26,3 mil toneladas, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Com o avanço semanal, calcula o analista, a média diária do mês cresceu 22%, atingindo 5,49 mil toneladas/dia, ante a média diária observada nas duas primeiras semanas de fevereiro, de 4,49 mil toneladas.

No entanto, ressalta Travagini, apesar desta recuperação dos embarques, a expectativa ainda é de que o volume exportado neste mês seja menor se comparado ao resultado computado em fevereiro do ano passado.

Em receita, também houve avanço na terceira semana do mês. Foram obtidos US$ 119,23 milhões com a venda de proteína bovina na terceira semana de fevereiro/21, contribuindo para que a média diária dos embarques avançasse 21,7% no comparativo semanal, estabelecendo-se em US$ 24,92 milhões/dia.

Levando-se em conta os embarques realizados nas três semanas do mês, o preço da tonelada exportada subiu 2,6% quando comparado ao mesmo período do ano passado, saltando de US$ 4,43 mil para US$ 4,54 mil.

Exportação de carne bovina in natura

O Brasil exportou 71,3 milhões de toneladas de carne bovina in natura até a terceira semana de fevereiro, um aumento de 26,6 milhões de toneladas em comparação com a semana anterior. 

Relacionando apenas os três dias úteis da semana passada com o volume embarcado, a média diária exportada foi de 8,77 mil toneladas, um aumento em comparação com as duas primeiras semanas de fevereiro, cuja média diária fora de 4,49 mil toneladas.

Até a terceira semana, a média diária exportada foi de 5,48 mil toneladas, 10,7% menor que fevereiro do ano passado, contudo o preço da tonelada exportada está 2,6% maior quando comparado ao mesmo período, subiu de U$4,43 mil para U$4,54 mil.

Com informações da Agrifatto, Scot Consultoria e Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com