Com documentação falsa bezerras são sacrificadas na Bahia

Com documentação falsa bezerras são sacrificadas na Bahia

PARTILHAR
Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) apreende três caminhões transportado gado com GTA falsa; animais foram abatidos em Brumado

Uma fiscalização efetuada pela Agência de Desenvolvimento Agropecuário da Bahia (ADAB), apreendeu na noite de quarta-feira (30), no distrito de Sussuarana, em Tanhaçu, 105 bovinos que estavam sendo transportados em situação irregular, com Guia de Transporte Animal (GTA) falsificada e sem nota fiscal. Segundo a ADAB, outros dois veículos tinham cerca de 35 animais cada, com documentos que ainda precisam ser verificados, mas segundo o órgão, eles apresentam irregularidades.

Esses animais estavam em três caminhões, que estavam vindo do estado de Minas Gerais sem apresentar a documentação sanitária necessária para o trânsito. “Nós estávamos retornando de uma fazenda na região de Tanhaçu, justamente para investigar a emissão de GTA falsa, quando nos deparamos na altura do distrito de Sussuarana com cerca de cinco caminhões, que seguiam em comboio. Durante a abordagem, dois deles conseguiram fugir”, disse o fiscal da ADAB, Clemente Fernandes.

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Outros 70 bovinos também foram apreendidos com documentos que podem ter sido falsificados em Janaúba (MG). “Estamos averiguando bem para sermos justos. Estes não foram para abates ainda. Porque se de fato os documentos forem falsos, eles também vão para o abate no matadouro”, afirma Fernandes.

A Adab informou que os 105 animais que estavam com a documentação irregular foram encaminhados para o frigorífico de Brumado e ontem (1º) pela manhã foram abatidos.

Adaptado de 97NEWS

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.