Como comprar os melhores touros e não cair em fake news

Como comprar os melhores touros e não cair em fake news

PARTILHAR
touro composto montana
Foto: Montana - Composto Tropical

Está aberta a temporada de leilões de touros e as ofertas e opções são inúmeras. Mas será que tudo o que se diz é verdade?

Gabriela Giacomini

As palavras da moda nos últimos meses são “fake news”. A todo o momento somos bombardeados com informações e, infelizmente, nem todas são verdadeiras. Na pecuária acontece a mesma coisa e o comprador desavisado acaba levando gato por lebre.

Na hora de convencer o cliente tudo é uma maravilha, vendedores prometem, às vezes, mais do que são capazes de entregar. Prometem animais de ponta, seleção genética e rusticidade, por exemplo, e nem sem sempre os animais entregam essas promessas fake news.

Independente da raça que você usa no seu rebanho é preciso ficar atento a alguns detalhes para fazer a melhor compra e levar somente animais melhoradores para seu rebanho.

touro-nelore-fazendo-reflexo-de-flehmen
Vila dos Pinheiros / Foto: Rubens Ferreira @fotodeboi

Vamos à um check list simples:

  • Analise o ambiente da sua fazenda, como estão seus pastos, seu manejo, a suplementação e a questão sanitária, não se esqueça do clima. Veja se o animal que você quer comprar vai se adaptar bem na sua região e no seu clima. Também observe o mercado da sua região, é preciso saber o que os seus possíveis clientes querem comprar. Somente então defina uma raça;
  • Escolhida a raça, analise os vendedores. Procure negociar com quem faz um trabalho sério, faça uma visita, veja quantos machos ele produz e quantos estão sendo oferecidos como touros. Se for mais do que 40%, desconfie. Ninguém produz só cabeceira, por melhor que seja o rebanho;
  • Seu vendedor ou raça tem um projeto de avaliação genética? Fica aqui uma ressalva de que estou perguntando sobre DEPs. Prova de ganho de peso, comparações intra-rebanho com animais da mesma safra não é avaliação genética. Vivemos numa era com muita informação disponível, aceitar comprar touros que não sejam avaliados geneticamente é um tiro no pé. Já ficou para trás o tempo de comprar touro se baseando em peso atual, perímetro escrotal e pedigree. Os vendedores podem, e devem, oferecer mais.
  • Seu vendedor ou raça possuem o CEIP? O CEIP é um certificado emitido pelo Ministério da Agricultura para programas de melhoramento genético e garante que somente os melhores animais da safra são comercializados. No caso do Montana, comercializamos os TOP 26,5% de cada safra, mas o máximo possível para programas CEIP é 40%;
  • Touro é um investimento que irá gerar receita. Ele será o responsável pela produção dos bezerros, bois gordos e futuras matrizes da sua propriedade. A conta é simples: touro ruim produz filho ruim. Não adianta comprar touro pelo preço de carne e achar que está fazendo bom negócio. Você está levando um belo refugo para trabalhar na sua fazenda. Mesmo que esteja gordo e lindo, se está saindo pelo preço de abate, é refugo.
estação-de-monta
Foto: Divulgação

Apesar dos leilões serem tratados como festa, na verdade deveriam ser encarados como escritórios, pois os compradores vão aos leilões para negociar os melhores animais com os vendedores. Deve-se encarar um leilão com a razão, nunca com a emoção.

Lembre-se, pecuária é um negócio, não uma paixão. Fique atento para não cair em fake news.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.