Conheça diversos aspectos da Raça Bonsmara, a raça do futuro!

Conheça diversos aspectos da Raça Bonsmara, a raça do futuro!

PARTILHAR
raça bonsmara
Foto: Bonsmara.org

Bonsmara é a única raça de carne bovina do mundo criada por meio de um programa de cruzamentos bem documentado com a ajuda de dados de desempenho.

Estamos constantemente em busca de melhorar os nossos serviços por meio do avanço nas áreas de pesquisa, treinamento e tecnologia.

“O aspecto mais importante da criação de gado de corte é a sua adaptação a um ambiente específico.”
– Prof. Jan Bonsma

Características

100% Bonsmara, 100% Macia!

O fato do gado Bonsmara ser um animal originário de raças não Zebuínas, Africâner (Bos taurus africanus, Sanga), Shorthorn e Hereford (Bos taurus taurus), produz no cruzamento com raças zebuínas, 100% de heterose.

Isso significa aproximadamente 20 a 25% de ganho nas características economicamente importantes, como: ganho de peso, precocidade sexual e de acabamento.

No meio pecuário, “adaptado” é um animal 100% taurino, que realmente consegue trabalhar e ter boa performance sob o clima tropical. Um touro adaptado consegue cobrir a campo uma quantidade expressiva de vacas, durante vários anos.

Adaptação é a primeira característica avaliada pelos técnicos, que depois, seguem para as outras. Se o animal demonstrar qualquer indício de má adaptação ao meio ambiente tropical é descartado.

Características importantes na seleção da raça (após adaptação):

Fertilidade: é a principal e mais importante característica de um rebanho.

Precocidade: tanto as fêmeas como os machos são selecionados para atingir a puberdade o mais cedo possível.
Intervalo entre partos: característica de grande importância dentro do sistema de avaliação da raça.

Libido: característica extremamente importante e necessária aos machos.

Qualidade espermática: esta é uma qualidade importante que deve ser mantida durante vários anos, mostrando que não há degeneração testicular devido ao calor dos trópicos.

PRODUÇÃO

Ganho de peso: o animal deve ter genética de ganhar peso rapidamente.Porém, sem aumentar muito altura e tamanho. A raça deve manter porte médio.

Acabamento: o animal deve estar “acabado”, com cobertura de gordura entre 3 e 6 mm a partir de 16 ,17 @. Uma característica particular da raça é a deposição precoce de gordura por toda a carcaça.

Peso ao nascer: o animal deve nascer pequeno, facilmente e sem ajuda do criador.

Relação bezerro/vaca: a vaca deve ter porte médio e desmamar o bezerro com 50% do peso dela. Essa qualidade é muito selecionada nos rebanhos da África do Sul.

Conversão alimentar: é a busca de animais que ingerindo a mesma quantidade de alimentos ganham mais peso.

Temperamento: esta é talvez a mais importante das características que geram resultados econômicos. Pesquisas demonstram que animais mais calmos ganham mais peso e têm melhor conversão alimentar.

Além de serem mais seguros no manejo, sofrerem menos acidentes e produzirem carne de melhor qualidade. Devido a tudo isso, é dada muita importância nessa avaliação, e qualquer animal macho ou fêmea que demonstre agressividade é descartado. Esse rigor nas avaliações resultou numa da raças mais dóceis conhecidas.

Sistema Bonsmara

bonsmara
Foto: Bonsmara.org

Esse sistema foi criado para garantir um continuado melhoramento genético e garantir que somente animais com características e desempenho adequados sejam aprovados como reprodutores. São descartados todos animais que estão abaixo dos parâmetros estipulados pelo Prof. Bonsma.

Isto é, o criador da raça mantém compromisso de medir todas as características correlacionadas, direta ou indiretamente, com a produtividade e funcionalidade dos animais. Além das medidas objetivas, é muito importante a avaliação visual, pois vários aspectos como testículos, pelagem, couro, mucosa, aprumos, etc. também fazem parte dessa eficiência funcional.

Para um animal ser registrado, ele tem que passar pelo seguinte processo:

1. Pesagens: ao nascer, 100 dias, 205 dias, 365 dias e 540 dias.

2. Medições:

a. Altura: 365 dias
b. Circunferência Escrotal: 365 e 540 dias

3. Avaliação visual: entre 15 e 18 meses os animais são avaliados por técnicos da ABCB, quanto às características relacionadas com a fertilidade, musculatura, altura (frame), adaptação e, por fim, a eficiência funcional. A medição do desempenho é compulsória, portanto qualquer animal que tiver uma performance 10% abaixo da média é sumariamente descartado.

Nos primeiros 5 anos do Bonsmara no Brasil, um técnico sul-africano vinha anualmente à convite da ABCB para participar da inspeção de registro definitivo e treinar nossos técnicos que, hoje, já estão perfeitamente capacitados para fazer essas inspeções.

A análise genética dos animais brasileiros é feita na África do Sul, com todos os animais lá produzidos, garantindo assim uma alta acurácia. É talvez a única raça no mundo que se faz avaliação de conversão alimentar.

Existem diversos locais na África do Sul onde esses testes são realizados e assim são geradas depois para essa característica.

A participação da raça em feiras e leilões é permitida e incentivada com o objetivo de divulgá-la e promovê-la.

O julgamento de animais em pista não é permitido, uma vez que são comparados animais criados artificialmente em cocheiras, sem qualquer parâmetro para avaliações necessárias, além de gerar animosidade e competição entre os criadores.

Um dos conceitos importantes do Professor Bonsma era que os criadores de Bonsmara tinham que focar a evolução da raça como um todo.

A ABCB tem um programa que avalia e indica touros para centrais de inseminação com uma classificação de três a cinco estrelas, e estes últimos já terão acurácia suficiente nas DEPs, com diversas progênies avaliadas

Qualidade da carne Bonsmara

O Brasil já se consolidou como o maior exportador de carne do mundo. Porém, ainda não temos acesso aos mercados “nobres”, aqueles que remuneram duas, até três vezes mais que o mercado normal. O primeiro motivo para essa restrição é sanitário, e o País está resolvendo esse problema.

Já o segundo motivo está relacionado com a qualidade intrínseca da carne que produzimos. Geneticamente falando, a carne que produzimos é menos macia, devido ao elevado grau de sangue Zebu que nossos animais têm.

Diversos estudos realizados no MARC, Clay Center, EUA, têm mostrado que a idade do animal ao abate (até 36 meses) não apresenta efeito significativo na maciez da carne. Mas conforme aumenta o grau de sangue Zebu nos animais aumenta a força de cisalhamento e diminui as notas nas provas sensoriais. Esses estudos indicam a necessidade de no mínimo 75% de sangue taurino para alcançara qualidade desejada.

Origem da raça Bonsmara

Bonsmara foi originado por estações de pesquisa Mara e Messina entre 1937 e 1963, sob o olhar atento do professor Jan Bonsma. O nome é derivado do apelido do Prof. Bonsma e o nome da fazenda, Mara, onde a primeira cruza de reprodução de bezerro nasce.

Prof. Bonsma e seu amigo kruisteelproewe constantemente evoluindo a raça e juntamente abrindo em cerca de 20 pontos comerciais em diferentes partes da África do Sul, para, finalmente, o melhor julgamento cruzamento realização de 5/8 e 3/8 Africano Exotic Hereford / Shorthorn, de encontrar.

Fonte: Bonsmara.org