PARTILHAR

Esse é o legítimo pampa negro, ou careta, como é chamado em algumas regiões do sul do país;  cruzamento de Hereford com Angus.

Tradição iniciada nos tempos da colonização, a pecuária extensiva do Pampa foi introduzida pelos Jesuítas, em 1634, e é considerada uma das atividades agropastoris mais antigas do continente. De clima temperado, sua latitude, altitude e fertilidade natural dos solos são únicas no mundo, favorecendo o crescimento de espécies naturais de crescimento estival e hibernal.

Sobre o Gado Pampa Negro

Para os gaúchos esse produto é obtido através do cruzamento de Hereford com Angus, gerando animais extraordinários. Produzida exclusivamente a partir das raças Angus e Hereford, ou do cruzamento entre elas, sob regime de criação extensivo de pastejo em áreas naturais, a carne do Pampa Gaúcho da Campanha Meridional é a única produzida no Brasil com Indicação de Procedência.

Depoimentos sobre o Pampa Negro

A empresa Evoluê AG publicou nas redes sociais sobre o cruzamento e através do comentários alguns produtores confirmaram a qualidade do cruzamento, confira abaixo:

“A conversão alimentar tanto a pasto como em confinamento é magnífica. Para quem procura precocidade, ganho de peso a desmama e eficiência alimentar aí está a cruza certeira.”

“Para o pampa gaúcho não existe gado mais eficiente do que o pampa negro. Do Paraná para cima nada mais justo do que colocar um percentual se sangue zebu para aportar adaptação. Utilizem Hereford em cima da meio sangue Angus/Nelore, não irão se arrepender.”

“Taí o tricross perfeito. Na minha concepção só faria o inverso, mãe 1/2 Angus x Nelore e o touro Hereford. Produtos nascidos com maior grau de sangue Hereford aonde sabe-se que o taurino apresenta maior ganho de peso médio diário (GMD), melhor conversão alimentar, carcaça mais pesada entre outros motivos que colocam a raça Hereford um patamar acima do Angus”.

Sobre o Rio Grande do Sul

O estado é uma grande potência no mercado de carne sustentável e de qualidade, oferecendo um produto cada vez mais reconhecido e atendendo à demanda de consumidores mais exigentes. Considerado um dos ecossistemas mais importantes do mundo, com temperatura média de 18°C, o Pampa oferece alimentação natural de qualidade aos animais dos rebanhos, que são rastreados e certificados.

Produzir sem agredir o meio ambiente, de maneira sustentável e utilizando os recursos naturais de forma eficiente / Foto: Embrapa Pecuária Sul

Qualidade da carne do pampa gaúcho

O estudo que atesta a qualidade da carne do pampa gaúcho da campanha meridional levou em conta vários aspectos como tipo de vegetação natural, solo e raças bovinas. Por isso, apenas o gado produzido em uma determinada área, pode ter sua carne certificada. Os municípios que a indicação abrange são Aceguá, Bagé, Caçapava, Candiota, Dom Pedrito, Herval, Hulha Negra, Lavras do Sul, Pedras Altas, Pinheiro Machado, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul e Santana do Livramento.

Segundo Severo, o rígido controle da produção é o que garante que a Associação dos Produtores de Carne do Pampa Gaúcho da Campanha Meridional (Apropampa) possa oferecer carne de qualidade reconhecida internacionalmente. “o manejo bem ajustado, que segue as diretrizes apontadas pela associação, nos dá a certeza de que o produto final vai ser realmente superior”, aponta.

Desde janeiro de 2010, a associação mantêm um convênio com o Frigorífico Marfrig, que paga de 1 a 2% de bônus aos produtores que fazem parte ou aderirem ao Marfrig Club.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com