Agrônomo é multado por defender o abate de Javalis

Agrônomo é multado por defender o abate de Javalis

PARTILHAR
problema dos javalis e javaporcos
Foto: Divulgação

IBAMA joga contra produtores rurais protegendo os javalis e tentando calar os profissionais do campo com multas absurdas e medidas descabidas, você vai ficar calado diante disso?

Afinal de contas, o abate de javalis é ou não permitido no Brasil? Por incrível que pareça, infelizmente o Ibama tem jogado contra os produtores rurais e deixado que essa praga tome conta do país, causando prejuízos e grande temor dentro do setor produtivo do país. O IBAMA tenta, mais uma vez, calar os profissionais autorizados que fazem o controle dessa população de pragas, com multas absurdas e medidas descabidas, levantando maior insegurança para os poucos que enfrentam essas pragas no campo. Entenda a história!

O Engenheiro Agrônomo, Rafael Salermo, dono do Grupo Aqui Tem Javali, uma das maiores redes de caçadores e apoiadores da caça no Brasil, recebeu uma carta não muito “amigável” do IBAMA. Para sua surpresa, o IBAMA veio, por meio desta, multar a sua pessoa por tentar abater essa praga, além de uma multa de R$ 200 mil por uma publicação nas redes sociais. E vocês, produtores e caçadores, vão se calar diante desse absurdo?

De acordo com a lei federal, a caça é permitida em todo território nacional. Entretanto, a realidade é um pouco diferente do que vem acontecendo no campo. A dificuldade para liberação de caça e liberação da posse e porte de arma para os caçadores, tem gerado uma grande descontentamento e cada vez menos interesse nas pessoas em ajudar no controle desses animais.

Outro fato a ser levantado é que a caça ilegal e a exposição indevida de informações acaba causando brechas e, muitas das vezes, trazendo problemas para os que estão realizando um trabalho de apoio aos produtores que são afetados por esses animais.

Confira o post que foi divulgado com as informações da carta recebida pelo Agrônomo. A classe produtora e os caçadores não podem se calar diante desses fatos, devem se juntar e buscar maiores explicações dos órgãos competentes e tentar, juntos, criar um sistema e leis mais robustas que possam trazer maior segurança para todos.

Trazidos para o Brasil na década de 2000 para dar início a uma criação comercial, os javalis se tornaram uma praga em boa parte do território nacional. Em Minas Gerais, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), são quase 200 municípios com registro do animal, que se tornou um asselvajado.

O número confere ao Estado o terceiro lugar na lista de estados com maior incidência de javalis. Em muitas cidades, especialmente nas regiões do Sul de Minas, Alto Paranaíba e Triângulo, a situação tem causado vários prejuízos.

A caça deve acontecer e o setor, como um todo, deve estar unido aos caçadores e políticos, visando criar uma maior robustez nas leis para trazer, em conjunto, segurança e maior estabilidade para todos os envolvidos. Vamos nos unir!!

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com