Conselho alerta veterinários sobre coronavírus

Conselho alerta veterinários sobre coronavírus

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Você sabe o que é Coronavírus? É um novo vírus que tem causado doença respiratória pelo agente coronavírus, com casos recentemente registrados na China.

“Com base nas informações disponíveis não se sabe se o 2019-nCoV tem algum impacto na saúde dos animais e nenhum evento específico foi relatado em qualquer espécie animal, até o momento”, afirma nota técnica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A recomendação é que “os veterinários devem manter um alto nível de vigilância e relatar às autoridades veterinárias qualquer evento incomum detectado em qualquer espécie animal, notificando imediatamente o Serviço Veterinário Oficial pelo e-SISBRAVET”.

Para a população, o Mapa orienta que “ao visitar mercados ou feiras de venda de animais vivos, carnes, peixes ou produtos de origem animal frescos, devem ser aplicadas medidas gerais de higiene e prevenção.

Para a população, o Mapa orienta que “ao visitar mercados ou feiras de venda de animais vivos, carnes, peixes ou produtos de origem animal frescos, devem ser aplicadas medidas gerais de higiene e prevenção, como: lavagem das mãos após tocar os animais e produtos de origem animal; evitar tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos e evitar contato com animais doentes ou produtos animais deteriorados”.

Também aconselha evitar “o consumo de produtos animais não inspecionados, crus ou malcozidos. Carne crua, leite ou órgãos animais devem ser manuseados com cuidado, para evitar contaminação cruzada com alimentos crus, conforme boas praticas de higiene alimentar.”

Confira a íntegra da nota técnica com as demais recomendações do Mapa:

SEI_MAPA-9740402-Nota-Técnica

Para mais informações sobre o assunto, acesse a página específica criada pelo Ministério da Saúde: http://saude.gov.br/novo-coronavirus

Derivativos agro também despencam com temor do coronavírus cortar demanda

Todos os derivativos do agronegócio estão em queda livre nas bolsas desde a abertura dos negócios nesta segunda (27). Seguem os mercados financeiros e o petróleo, alarmados com a sequência de alastramento do coronavírus a partir da China. O temor de desaceleração econômica veio somar-se a fundamentos de baixa.

soja é a que mais sente o baque, com perdas de mais de 12 pontos em todos os vencimentos. Todos caem abaixo do US$ 9/bushel, ao redor das 9h15 (Brasília).

Os mercados estavam pressionando pela pouca disposição da China em comprar maiores volumes dos Estados Unidos, antes que Washington não removesse mais tarifas das importações daquele mercado.

Agora, com boas chances de o gigante asiático ter sua economia freada, o cenário ficou mais incômodo para os preços.

A aversão ao risco também atinge commodities que possuem muito menor peso nas compras feitas pela Ásia.

Milho perde em torno de 6,5 pontos, trigo igualmente mais de 12 pontos e o café em torno dos 1,75% centavos de dólar por libra-peso. O açúcar recua mais de 1,40% c/lp.

As carnes deverão sentir recuo nas compras, caso a situação saia de controle, apesar de Pequim ter proibido o consumo de carnes de animais exóticos.

Compre Rural com informações do MAPA e Money Times

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com