Curso de Veterinária da Unesp é um dos melhores do mundo

PARTILHAR
Médico-veterinário
Foto: Divulgação

Faculdades da Unesp estão na 6ª posição por seu desempenho em pesquisas veterinárias. Sendo assim, o Curso de Medicina Veterinária figura entre os melhores do mundo.

As faculdades de Medicina Veterinária da Universidade Estadual Paulista (Unesp) ficaram na sexta posição entre as melhores universidades de Medicina Veterinária do mundo, segundo o ranking da consultoria libanesa EduRank, divulgada recentemente. A colocação refere-se ao desempenho em conjunto dos três cursos de Medicina Veterinária mantidos pela Unesp: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), câmpus de Botucatu; Faculdade de Faculdade de Ciências Agrarias e Veterinárias (FCAV), câmpus de Jaboticabal e Faculdade de Medicina Veterinária (FMV), câmpus de Araçatuba.

A USP também figura no ranking, na sétima posição. Unesp e USP são as únicas universidades latino-americanas a figurar entre as dez melhores do mundo. O ranking classifica as instituições com base em seu desempenho em pesquisas veterinárias.

A consultoria utilizou um gráfico de 2,67 milhões de citações recebidas por 123 mil trabalhos acadêmicos desenvolvidos por 991 universidades do mundo e calculou as classificações das publicações, que foram ajustadas para datas de lançamento e adicionadas às pontuações finais.

O professor Cezinande de Meira, diretor da FMVZ/Unesp, comemorou o resultado e lembrou que o bom desempenho em rankings nacionais e internacionais tem sido uma constante para a área de Medicina Veterinária da Unesp e também, especificamente para a FMVZ. “Ficamos muito felizes com essa colocação no ranking. Esse tipo de reconhecimento é sempre importante para nossa escola”.

Em 2017, a FMVZ foi submetida a uma avaliação do Conselho Federal de Medicina Veterinária, feita a partir de visitas de comissões de especialistas para avaliar a qualidade dos cursos observando diversos vários critérios. Nessa avaliação a Faculdade recebeu o Selo Ouro. No mesmo ano, na avaliação do Enade, o curso de Medicina Veterinária da FMVZ obteve o conceito máximo e ficou em primeiro lugar entre 215 faculdades do país.

A área de Medicina Veterinária da Unesp, englobando os três cursos, também teve colocações importantes em rankings internacionais. Mesmo com as dificuldades causadas pela pandemia, em 2021, a carreira de Medicina Veterinária da Unesp ficou em 8° lugar no mundo e 2° na América Latina segundo o ranking URAP (University Ranking by Academic Academic Performance).

veterinario
Foto Divulgação.

O resultado confirma a subida gradual de qualidade. Em 2019, a área de Medicina Veterinária da Unesp ficou na 11ª posição no URAP e em 2020 alcançou o 10ª lugar.

Os números de publicações e citações em periódicos de alto impacto, fundamentais para esse tipo de avaliação, reafirmam a contribuição significativa da FMVZ para esse bom desempenho da Unesp nos rankings.

“Nossos quatro programas de pós-graduação têm um bom desempenho nas publicações. São cerca de 300 alunos matriculados anualmente, entre mestrado e doutorado, com aproximadamente cem defesas por ano. Esses alunos contribuem bastante para enriquecer nossos números. Tem havido um crescimento grande da inserção de trabalhos desenvolvidos por nós em periódicos internacionais de impacto mais elevado”, analisa o professor Meira.

“Mais de noventa por cento do nosso corpo docente está inserido nos cursos de pós-graduação. E isso tem um reflexo positivo também na graduação. Nós temos um número expressivo de iniciações científicas a cada ano, boa parte delas desenvolvidas junto a projetos de mestrado e doutorado. Tudo isso aumenta o nosso número de publicações e proporciona uma maior inserção da graduação nas atividades de pesquisa, o que só colabora para nos colocar nessas posições de destaque nacional e internacional”.

Repercussão

O presidente do CRMV-SP, Odemilson Donizete Mossero, diz que o resultado é fruto de um trabalho sério de longa data realizado por Unesp e USP. “A avaliação mostra que o investimento em educação oferece retorno às faculdades e a qualificação profissional”, enfatiza.

Para Fábio Manhoso, presidente da Comissão Técnica de Educação e vice-presidente do CRMV-SP, o resultado mostra a qualidade das pesquisas científicas desenvolvidas nas instituições e evidencia a qualidade do ensino da Medicina Veterinária no Estado de São Paulo. “A sociedade ganha com este resultado no que tange a saúde animal, pública e econômica do País”, diz.

Com projeto de aproximação junto às instituições de ensino de todo o Estado em andamento desde o final do ano passado, a Comissão Técnica de Educação visa estimular exatamente o aprimoramento dos cursos de graduação de Medicina Veterinária e uma maior a orientação dos alunos para o mercado de trabalho. “Esperamos que, em breve, outras faculdades também possam alcançar posições semelhantes com união e auxílio do Conselho”, finaliza Manhoso.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com