Dicas de como fazer silagem de grão de milho reidratado

Dicas de como fazer silagem de grão de milho reidratado

silagem-de-milho-reidratado
Silagem de Grão Úmido na Agro Pastoril Paschoal Campanelli / Foto: Marcio Peruchi

Grão de milho reidratado vem se tornando uma alternativa cada vez mais usada pelos produtores brasileiros

O milho é um dos principais cereais energéticos cultivados no Brasil e é bastante utilizado na formulação de dietas para vacas leiteiras. Entretanto, diferentemente dos Estados Unidos e Europa, o milho cultivado no Brasil possui endosperma do grão (região onde se localiza os grânulos de amido) duro, de alta vitreosidade, que são fatores que dificultam a digestibilidade e reduz o aproveitamento do amido pelos animais.

Dentro desse contexto, uma alternativa de melhorar a rota de fermentação do amido, para promover o aumento na digestibilidade do grão de milho é a produção da silagem do grão reidratado. O alimento é uma alternativa de baixo custo e de fácil armazenamento na fazenda. Para os produtores que possuem restrição de área para plantio, é recomendado também adquirir o grão no período da safra, quando o preço está menor e utilizá-lo no período de entressafra para a produção da silagem.

Leia também:

O processo é bem simples, contemplando a colheita e moagem do grão de milho maduro, sua reidratação e o armazenamento em silos trincheira, containers ou bombonas.

A dimensão do silo vai depender da quantidade de alimento que é utilizada diariamente

É necessário retirar uma fatia diária de no mínimo 15 centímetros de espessura e, a mensuração do comprimento vai depender do número de dias de utilização. Considerando um silo de 1 m de altura por 1 m de largura e densidade média de 900 kg/m3, uma fatia diária retirada de 15 cm corresponde a 135 kg de silagem de grão reidratado.

amostra-silagem-de-milho-reidratado
Foto: Divulgação

O procedimento de moagem pode ser feito utilizando vários equipamentos. Para silos pequenos e médios pode-se utilizar um triturador de grãos ligado à rosca sem fim. Já para silos maiores pode ser utilizado o moinho de fábrica de ração ou em triturador móvel de alta vazão. Vale ressaltar que quanto mais fino o grão de amido, melhor será sua digestibilidade no rúmen.

O ponto chave desta silagem é a hidratação

O ideal é o que o material atinja 35% de umidade no momento da ensilagem. Esse teor de umidade é necessário para se obter uma boa fermentação do material ensilado. Dessa forma, deve-se controlar a vazão da água de acordo com a quantidade de milho que é moída. Por exemplo, se for feita a moagem de 100 kg de milho em dois minutos, a vazão da água durante este período deve ser 35 litros. O objetivo final é o material com umidade entre 30% e 40%.

A distribuição do alimento pode ser feita através de rodos, carrinhos de mão, tração animal ou trator acoplado a lâminas. É de grande importância a realização constante da compactação da massa ensilada e a vedação o mais rápido possível após a ensilagem. É permitido o uso de inoculantes caso haja a necessidade de se abrir a silagem mais cedo.

A silagem de grão reidratado pode ser aberta cerca de 21 dias após a ensilagem e servida no cocho para o gado seguindo o balanceamento da dieta que atenda as exigências nutricionais do rebanho em questão.

Confira mais algumas dicas no vídeo abaixo:

Fonte CCPR Leite

PARTILHAR

Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.