Em ritmo lento preços do milho se estabilizam e Farelo de soja se valoriza no Brasil

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Nos portos, os preços do milho ainda operam acima dos registrados no mercado interno; a sustentação do farelo de soja vem da firme demanda doméstica.

Enquanto compradores se mostram abastecidos, produtores estão focados na semeadura da safra verão.

Pesquisadores do Cepea indicam que, nesse cenário, as negociações envolvendo milho estão lentas no Brasil e os preços, estáveis.

No geral, o andamento da semeadura da nova safra está satisfatório na maior parte do Sul do país – inclusive, em muitas praças, o ritmo está acima do verificado no mesmo período do ano passado, mesmo diante das recentes chuvas.

Nos portos, os preços ainda operam acima dos registrados no mercado interno, tendo como suporte a valorização do dólar.

Farelo de soja

Os preços internos do farelo de soja estão em alta, mesmo diante das desvalorizações do grão no Brasil e do derivado nos Estados Unidos.

Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem da firme demanda doméstica pelo farelo e das expectativas de exportação do derivado para Ásia a partir de outubro.

A China, visando recompor e expandir o rebanho de suínos, abriu, em julho, o mercado para recebimento do farelo de soja brasileiro, e tradings indicam possibilidade de embarques já a partir das próximas semanas.

Com excesso de chuva em algumas áreas, plantio de soja chega a 3,8% no Brasil

O plantio da safra 2022/23 de soja chegou na quinta-feira (29) a 3,8% da área estimada para o Brasil, contra 1,5% uma semana antes e 4,1% no mesmo período do ano passado, de acordo com levantamento da AgRural.

O avanço durante a semana não foi ruim, mas poderia ter sido mais acelerado, não fossem as chuvas constantes no Paraná, em Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Em Mato Grosso, em contrapartida, as precipitações registradas na semana passada foram muito bem-vindas para melhorar a umidade do solo e dar mais ritmo à semeadura. 

Milho verão está 34% plantado no Centro-Sul; Sul tem desenvolvimento mais lento com tempo fechado

O plantio da safra 2022/23 de milho verão chegou na quinta-feira (29) a 34,1% da área estimada para o Centro-Sul do Brasil, ante 27,9% na semana prévia e 32,6% no mesmo período do ano passado.

A semeadura já está feita em cerca de dois terços da área do Sul do Brasil e, na semana passada, São Paulo também começou a plantar. No Sul, o tempo nublado e as temperaturas baixas têm tornado o desenvolvimento das lavouras mais lento, mas por enquanto não há queixas sobre redução do potencial produtivo. A pressão da cigarrinha, entretanto, preocupa em algumas áreas.

Fonte: Cepea / AGRURAL

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com