Embarques de carne bovina apontam mais um possível recorde mensal

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Quase 40 mil toneladas de carne in natura exportadas. O maior volume semanal desde a primeira semana de out/21 consolidando uma média de 9,91 mil toneladas diária .

As exportações de carne bovina in natura iniciaram fev/22 em ritmo acelerado. Durante a última semana, 39,66 mil toneladas da proteína bovina foram embarcadas para fora do país, o maior volume semanal desde a primeira semana de out/21, consolidando uma média de 9,91 mil toneladas diária, 48,14% superior à média de todo jan/22. Ainda que seja cedo, esse volume exportado já dá sinais que mais um recorde mensal de embarques pode ser alcançado.

Já o mercado físico do boi gordo iniciou a semana com baixo volume de negociações e os preços apresentaram pouca variação nesta segunda-feira, com o “boi China” sendo negociado na média dos R$ 345,00 a arroba e o comum próximo dos R$ 330,00, no estado de São Paulo. Na B3, o primeiro pregão da semana encerrou com o vencimento fev/22 precificado a R$ 342,15 a arroba, valorização diária de 0,50%.

Quanto ao milho, a semana inicia como terminou sem pouca atividade no mercado físico e negócios pontuais que mantém os preços estáveis em R$ 97,00 a saca em Campinas/SP. Já na B3, o primeiro pregão foi de alta para os futuros do cereal influenciado por CBOT, o vencimento mar/22 subiu 2,74% e ficou cotado a R$ 99,40.

As exportações de milho voltaram a recuar com a chegada de fev/22. Durante a última semana 94,57 mil toneladas do grão foram enviadas para fora do país, uma queda de 91,23% no comparativo semanal. A média diária de embarques do período ficou em 23,64 toneladas diária, 82,41% de queda ante a média de jan/22.

O retorno do Ano Novo Chinês e o tempo seco na Argentina continua a refletir em alta dos futuros na CBOT, que por sua vez puxa os preços para cima no mercado físico brasileiro. Em Paranaguá/PR, a oleaginosa é comercializada na média de R$ 194,00 a saca.

As exportações de soja perderam tração neste início de mês com 370,88 mil toneladas embarcadas, redução de 24,89% no ritmo diário de embarque comparado à semana retrasada, sendo 92,72 mil toneladas carregadas diariamente nos navios. O volume exportado na 1ª semana de fev/22 representa 14,02% de todo volume despachado em fev/21.

Fonte: Agriffato

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com