Entidades abrem discussão com ONGS pelo Código Florestal

Entidades abrem discussão com ONGS pelo Código Florestal

PARTILHAR
Tereza Vendramini
Tereza Vendramini / Foto: Divulgação

Sociedade Rural Brasileira apoia GTPS e abre discussão com ONGS para pacto pela implementação do Código Florestal; confira os detalhes

A SRB – Sociedade Rural Brasileira acaba de anunciar seu apoio ao GTPS – Grupo de Apoio de Trabalho da Pecuária Sustentável para a implementação do Código Florestal e regularização fundiária como formas de solucionar os problemas ambientais do agronegócio brasileiro. A ideia é promover o diálogo não somente entre os produtores e indústria, mas também com as ONGs para a discussão de uma agenda sustentável e monitorada em prol da identificação de irregularidades, incluindo o pagamento por serviços ambientais das práticas realizadas no país.

Isso deve envolver ainda países que têm interesse na produção brasileira e também são grandes emissores de gases do efeito estufa para que se sustente o ‘desmatamento ilegal zero’, contribuindo efetivamente para a preservação das florestas brasileiras.

“As ONGs têm um importante papel na defesa do meio ambiente e isso é indiscutível. Mas é preciso compreender exatamente a importância do Código Florestal e a necessidade de sua implementação para cobrar responsabilidades e manter o monitoramento adequado com o que de fato pode ser praticado por lei, defendendo a imagem do agronegócio brasileiro no exterior”, diz Teresa Vendramini, presidente da SRB.

A implementação do Código Florestal faz parte também de um conjunto de medidas de combate ao desmatamento ilegal e representa uma forma de valorizar os esforços dos produtores rurais que cumprem a lei e sofrem com a desleal concorrência dos infratores. Grande parte do desmatamento na Amazônia é de origem ilegal. Combater a ilegalidade deve ser a prioridade de qualquer governo. Fortalecer o agro legal contribui para a imagem do setor no exterior, garantindo acesso aos mercados internacionais mais exigentes.

O cruzamento de dados da base fundiária com os dados de cobertura e uso do solo do Brasil nos mostra que o país possui a segunda maior área florestal do planeta. Um terço da área de vegetação nativa do país encontra-se em propriedades privadas, devido à exigência legal de manutenção das áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanente e a excedentes mantidos por alguns produtores rurais acima do percentual exigido pela lei.

Sobre a Sociedade Rural Brasileira

Fundada em 1919, a Sociedade Rural Brasileira (SRB) é uma associação de produtores rurais que trabalha, há mais de cem anos, na representação política em defesa do setor agropecuário para o desenvolvimento do Brasil. Independente, apartidária e propositiva, busca soluções em defesa de pleitos dos produtores rurais junto ao Executivo, Legislativo e Judiciário.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.