Falta de chuva traz prejuízo aos pecuaristas

PARTILHAR

Falta de chuva prejudica pastagens; Efeitos do fenômeno La Niña, que tem provocado quebras de safra de milho e soja também afeta a produção pecuária no estado do RS.

A baixa ocorrência de chuvas no Rio Grande do Sul, além de prejudicar a trazer expectativas de quebra da safra de soja e de milho, também tem efeitos sobre a pecuária bovina do Estado. A situação que já vêm a alguns anos, tem deixado a pecuária cada vez mais difícil no estado, tanto de corte quanto de leite, já que os altos custos de produção com a quebra das safras agrícolas prejudicou a formação de estoques de silagem e grãos.

Segundo o Informativo Conjuntural da Emater-RS / Ascar, vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, o gado de corte ainda mantém o estado corporal satisfatório, mas já é possível observar um menor ganho de peso dos animais.

A ausência de chuvas associada a ventos fortes constantes e à elevação das velocidades limitou o desenvolvimento das pastagens. Somente nas áreas mais úmidas e com lotações é possível verificar a disponibilidade de pasto“, diz o boletim da empresa de assistência técnica gaúcha.

Os pecuaristas estão aproveitando a falta de chuvas para fazer consertos e manutenção das cercas, abastecer os cochos com sal comum e mineral, aplicar tratamentos antiparasitários e vacinação contra clostridioses e vacinar os animais contra raiva herbívora nos locais indicados pelas inspetorias de defesa agropecuária ( IDAs).

A época de parição está praticamente encerrada, restando somente os animais de propriedades que não adotam temporada de monta. O período destaca-se pelas fêmeas em parição ou lactação e por terneiros em desenvolvimento.

O boletim informa ainda que a temporada de monta está na fase final e a parição, praticamente encerrada. As matrizes estão sendo inseminadas com inseminação artificial (IA), inseminação artificial em tempo fixo (IATF) ou colocadas em montanha natural.

Chuva prejudica pastagens gaúchas (Foto: Reprodução / TV Globo)

Baixa pressão traz chuva a algumas áreas na próxima semana

Na próxima semana, a formação de uma nova área de baixa pressão volta a provocar chuva em parte do Estado, segundo previsão do Climatempo. Na segunda-feira, a chuva deve se concentrar entre o centro-oeste e o norte do Estado nos períodos da tarde e da noite. 

Na terça-feira, o tempo fica firme apenas no sudeste do estado. Nas demais áreas são esperadas pancadas de chuva, que ocorrem de maneira irregular ao longo do dia, inclusive na capital, Porto Alegre. Já no Paraná pode chover nas áreas do sul e leste do estado, mas não há indicação de exclusão no noroeste do Estado.

Por volta do dia 29 de dezembro, há uma expectativa de chuva entre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, com uma estimativa de 50 milímetros de chuva para algumas localidades. No decorrer de Janeiro, há uma tendência de chuva mais abrangente. Veja previsão para o Verão nas lavouras do Sul do Brasil. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com