Fazenda Fini tem 900 vacas produzindo 40.000 L de leite

Fazenda Fini tem 900 vacas produzindo 40.000 L de leite

PARTILHAR

Agropecuarista do Paraná produz cerca de 40 mil litros de leite todos os dias, mas também já ganhou prêmio de produtividade em soja; Conheça!

A pecuária leiteira do Brasil é uma das mais produtivas do mundo, gerando crescimento do PIB, produzindo leite de qualidade e ajudando na geração de emprego para milhares de pessoas. Além disso, um ponto que chama atenção é o grande avanço da produtividade das vacas com a utilização de tecnologias de produção e melhoramento genético no rebanho. Sendo assim, o destaque de hoje é a Fazenda Fini, uma gigante do agro brasileiro!

A Fazenda Fini é uma das mais importantes propriedades leiteiras do Brasil, localizada na região dos campos gerais, Colônia Castrolanda, de propriedade de Hans Jan Groenwold. A fazenda trabalha na produção de agrícola como atividade secundária.

Chegada ao país e desenvolvimento da região de Castro

A partir de 1951, dezenas de famílias holandesas desembarcaram no Rio de Janeiro com destino a Castro, no interior do Paraná. Depois do sucesso de uma onda de migração anterior, em Carambeí, os novos imigrantes deram origem à Colônia de Castrolanda, que se tornou mais que um pedacinho da Holanda no Brasil: é até hoje uma das principais referências na produção leiteira no país.

A família de Hans Jan Groenwold chegou à comunidade à margem do rio Iapó em 1952. Apesar da habilidade e do conhecimento em laticínios, o primeiro cultivo foi outro. “Os campos aqui eram um campo natural, então a primeira cultura, mais indicada, era o arroz. Devagarzinho foram implantando alguma pastagem, como era também na Holanda”, diz.

“O pessoal teve que entender o que se podia plantar aqui. Tinha plantas e ervas daninhas aqui que os animais não conheciam, e quando eles comiam eles morriam”.

Como chegou ao Brasil com apenas 1 ano de idade, Hans cresceu e vive na região da Fazenda Fini — nome em homenagem ao apelido de sua mãe — desde que se entende por gente. “Desde que eu me lembro nós trabalhávamos aqui, junto com meu pai. Nós íamos de cavalo e charrete todo dia para a escola, e nós aprendemos a fazer o trabalho desde pequeno aqui na propriedade. Antes e depois da aula, a gente sempre ajudava o meu pai no serviço. E desde aquela época sempre trabalhamos nos dois ramos da atividade agropecuária”.

Fini Doorman Maaike 5768 TE – Excelente 95 pontos
5 anos – 4 partos
#fazendafini melhor criador/expositor e afixo #agroleite2019
Parabéns à toda equipe!!

Embora a pecuária de leite seja o carro-chefe com os mais de 60 anos de melhoramento genético no gado holandês, a agricultura não fica atrás. “Hoje nós estamos entrando em mais de 900 animais em lactação. Nós estamos quase com 40 mil litros de leite ao dia. Nós estamos também fazendo a parte da agricultura, e a soja ajudou muito a alavancar o produtor da região”.

As vacas são mantidas em sistema de confinamento free-stall, sendo ordenhadas aproximadamente 900 vacas por dia, todas da Raça Holandesa, com média de produção de 40 kg/vaca/dia e média de lactações de 12.051 Kg/vaca/305dias.

Conforme relatórios, 16 animais dessa propriedade produziram mais de 100 mil litros de leite na vida produtiva. No último controle, a vaca Fini Grayson Angie 9437 produziu 73,3kg/leite com 3,35% de gordura e 3,21% de proteína (dados oficiais do SCL Oficial/APCBRH). Na Conformação, em 2013, 23 vacas foram classificadas como Muito Boa (MB), no primeiro parto, e 9 como Excelente (EX).

Segundo os dados divulgados pelo TOP 100 maiores produtores de leite em 2020, a Fazenda Fini subiu uma colocação e assumiu a 14ª posição, com uma produção comercialidade em 2020 de 13.030.972 litros de leite.

Sucessão familiar é a chave

Sempre atento aos processos inovadores dentro e fora do país, Hans também tem se preparado gradualmente para a sucessão. Ele conta com dois filhos e um genro que trabalham na propriedade. “Um dos meus filhos é mais da parte pecuária, gosta bastante da criação, de cuidar dos animais e exposições também. O genro cuida mais da parte da da agrícola, na parte da lavoura, e gosta da parte de alimentação dos animais também. O outro filho faz de tudo um pouco”, diz.

“A tecnologia evoluiu muito. É muito importante a pessoa ser determinada. Ela tem que saber o que fazer, mas também tem que ir atrás de tecnologia que existe”.

“A primeira coisa é que a gente tem que gostar do que a gente faz. Eu podia ter mais 70 anos ainda, pra fazer o que a gente gosta. É um sinal de vontade de fazer as coisas acontecer”.

Os números que orgulham

•Nome: Hans Jan Groenwold

•Idade: 69 anos

•Cidade e estado: Castro, Paraná

•Com o que trabalha no agro? Pecuária de leite e grãos

•Produtividade: cerca de 40 mil litros de leite por dia

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com