Fazenda mostra porque é referência na pecuária

Fazenda mostra porque é referência na pecuária

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Conheça o projeto de recria super intensificada da Fazenda Conforto; Confinamento do ex-piloto Xandy Negrão, que produz 20@/ha/ano.

Reportagem mostrou como a intensificação da recria está servindo como uma espécie de trampolim para o desempenho zootécnico e financeiro de um dos maiores confinamentos do Brasil, o da Fazenda Conforto, propriedade do empresário e automobilista Xandy Negrão localizada em Nova Crixás, no estado de Goiás.

Na ocasião, a entrevista foi feita com o diretor de Agronegócios da Fazenda Conforto, Cláudio Braga, que trabalha na propriedade desde 1999 e contribuiu para todo o processo de evolução da empresa desde que por lá eram engordadas 1.500 cabeças por ano até chegar no patamar atual, de cerca de 90 mil cabeças (já chegou a abater 120 mil/ano).

Braga explicou como funcionam as duas áreas destinadas à recria de garrotes, a intensiva e a super intensiva. Na primeira, o diretor revelou que a lotação chega a 6 unidades animal por hectare. “A gente chama de setor recria intensificada. Nós estamos trabalhando com 6 UA/ha, com a suplementação a cocho. Pasto de braquiária, calcariado, fosfatado, com a suplementação a cocho. Esse é o modelo”, explicou.

Já na área de cria super intensificada, os garrotes são recriados em pastos de tifton, com capacidade de suporte maior e alto valor proteico que suportam até 10 UA/ha. Cláudio disse que a vantagem do tifton é justamente seu valor nutritivo, mas que a variedade de forrageira é exigente. Na mesma área, os animais entram com cerca de 300 kg e recebem nutrição que combina o pasto com suplementação a 1% para sair para o confinamento com 420 a 430 kg.

“Não tem o tal almoço de graça”, comparou Braga.

Neste setor de recria super intensiva, o diretor explicou que a conta começa a empatar com a soja, rendendo uma margem líquida de R$ 2.200,00 a R$ 2.300,00, um patamar que serve como referência para a propriedade.

“Hoje a gente tem uma disputa muito grande da área que você coloca boi contra a área que você coloca soja. Então a gente vem fazendo um trabalho de intensificar e fazendo conta e buscando que o resultado do hectare que tenha boi seja igual ao hectare que tem soja”, informou.

“O foco principal é fazer […] estes animais que tenham no máximo seus 30 meses, que hoje é uma demanda por esse animal bem acabado, jovem, de boa qualidade, animal com acabamento bom”, resumiu.

O confinamento

A Fazenda Conforto, em Nova Crixás (GO), é um dos mais formidáveis projetos de pecuária intensiva do país, tanto em qualidade quanto em quantidade. Considerado o maior confinamento do Brasil, ele representa o tamanho e força que a pecuária nacional possui.

Foto Divulgação

Com uma área de 12.042 hectares, a Fazenda Conforto, conta com 1.083 hectares de área irrigada, 4.430 hectares de área modulada, um confinamento com capacidade estática de 30.300 animais além de manter preservada seus 2.408 hectares de Reserva Legal. Números impressionantes!

A fazenda possui no total, mais de 70 mil cabeças de gado, contando com a recria. Deve fechar o ano de 2019 com mais de 150 mil animais confinados para abate, chegando a um faturamento anual por volta de R$ 150 milhões de reais.

Compre Rural com informações do Giro do Boi

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com