Fazenda produz 9 vezes acima da média brasileira

Fazenda produz 9 vezes acima da média brasileira

PARTILHAR
Foto Divulgação

Fazenda São Joaquim, propriedade de Ademar Leal, utiliza a gestão e implantação de tecnologias para poder aumentar a produtividade da fazenda. Veja!

O município de Jandaia, na região sul do estado de Goiás, está localizado em meio ao Vale do Rio dos Bois, um local sugestivo para a prática de uma pecuária altamente produtiva. É este o caso da Fazenda São Joaquim, propriedade de Ademar Leal, pecuarista e presidente da Asbram, a Associação Brasileira das Indústrias de Suplementos Minerais.

Em entrevista Leal, contou seu caso de sucesso e espera inspirar produtores por todo o país. A sua fazenda tem 185 hectares, muito menos do que costuma ter uma propriedade voltada para a produção de gado de corte no Centro-Oeste.

A intenção desta propriedade é mostrar que pecuária de corte é viável em área pequena.

Apesar de pequena em seu tamanho, a produtividade é de gente grande. “A intenção desta propriedade é mostrar que pecuária de corte é viável em área pequena. […] A média de produção é de nove vezes mais (que a média brasileira). A média de produção está ao redor de quatro arrobas por hectare ano, nós estamos ao redor de 35, 36 arrobas por hectare ao ano. A lotação é 5 vezes (superior à média nacional), entre 4,5 a 5 UA/ha”, revelou.

Segundo o produtor, o segredo está em aplicar na prática todas as tecnologias que comprovadamente aumentam o desfrute.

A propriedade tem, inclusive, tem um convênio com a Embrapa para experimentos que levam ao desenvolvimento de produtos que contribuem para a produtividade.

“(Experimentos) de suplementos, de tecnologias. Nós temos junto com a Embrapa um programa de pesquisa para desenvolvimento de novos produtos. Esta é a intenção da fazenda”, justificou Leal.

Compre Rural com informações do Giro do Boi

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com