Foco no clima: safra dos EUA pode determinar o preço

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Com foco no clima, a produtividade da safra nos EUA e colheita do milho no Brasil dão norte ao mercado nas próximas semana. Confira!

No mercado físico o milho encerra a sexta-feira sendo negociado próximo dos R$ 93,00/sc em Campinas/SP com o mercado apreensivo e aguardando uma quantificação sobre os efeitos das geadas. Na B3, os contratos encerraram a semana em valorização diante do mesmo sentimento, a exemplo, para julho/21 foi cotado a R$ 92,07/sc, alta de 1,14%.

Nas vésperas do feriado da independência dos EUA, a CBOT fecha o dia em queda nos contratos para o cereal, traders vendem suas posições para diminuírem a exposição ao risco, antes do período de folga dos americanos. O contrato para julho/21, encerra o dia cotado a US$ 6,97/bu, recuo de 3,13%.

Boi Gordo

Com a oferta restrita e o lento escoamento de carne bovina no mercado doméstico, os frigoríficos agem com cautela no mercado físico do boi gordo. Com isso, a arroba do boi comum fechou negociações nas principais praças paulistas em torno dos R$ 315,00/@. Na B3, o contrato com vencimento para outubro/21 fechou a R$ 317,10/@, com valorização leve de -0,86% no comparativo diário.

Com o início do mês de julho, o mercado atacadista de carne bovina começa a aquecer os motores, se preparando para o montante de vendas do início da primeira quinzena do mês. Porém, a movimentação no mercado interno ainda não foi o suficiente para mostrar elevação no preço da carcaça casada bovina.

Com isso, a carcaça casada bovina, encerrou a sexta-feira em R$ 19,60/kg.  Agora os olhos se voltaram para o volume de vendas do varejo no último final de semana, com expectativas de bom desempenho, para que os reajustes durante a semana se mostrem positivos

Soja

No mercado físico da soja os preços estabilizaram após a forte alta durante a semana. Em Paranaguá/PR, a saca do grão está sendo comercializada na média dos R$ 164,00.

Os preços dos futuros da oleaginosa tiveram leve avanço influenciados pela valorização do óleo de soja em Chicago. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos não quer rever as exigências de mistura de biocombustíveis determinadas pela suprema corte americana, alimentando valorização dos preços. O contrato com vencimento em julho/21 fecha a sexta-feira negociado a US$ 14,51/bu, alta de 0,35%

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.