Funcionários roubam gado de patrão e vão presos

Funcionários roubam gado de patrão e vão presos

PARTILHAR
Ladrões de abigeato
Foto Divulgação.

Polícia Civil prende em flagrante quatro funcionários suspeitos de furtar gado em fazenda; Gado foi abatido e a carne estava escondida na mata!

A Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal prendeu neste sábado (19), quatro pessoas, com idades entre 26 e 32 anos, suspeitas de praticar o crime de abigeato. Funcionários de uma fazenda de Miranda informaram aos policiais que outros funcionários estariam furtando animais do local.

Diante da informação, os agentes realizaram buscas nas residências dos possíveis envolvidos. Em uma das casas, onde a entrada dos policiais foi franqueada pelo morador, foram encontradas seis munições de calibre .22 e uma espingarda de pressão calibre 4.5mm.

Posteriormente, na residência de outro envolvido, foram localizados um revólver calibre .38 sem numeração aparente, municiado com três munições intactas, bem como um coldre com 10 dez munições deflagradas. 

 No interior do veículo deste segundo envolvido, um automóvel Fiat Mobi, foram encontrados sacos plásticos pretos grandes, um machado e uma faca manchados de sangue. Os outros dois suspeitos foram localizados em seguida. Eles confessaram e detalharam a dinâmica do crime aos policiais.

A carne proveniente do animal furtado foi encontrada em meio ao mato embrulhada em uma lona e coberta por folhas e galhos. Os quatro envolvidos foram autuados em flagrante pelo crime de furto qualificado, por posse de arma de fogo de uso permitido e por posse de arma de fogo de uso restrito. A carne do animal foi entregue aos responsáveis pela administração da fazenda.

Polícia Civil prende dupla por furto de gado no Paraná

Duas pessoas foram presas nesta segunda-feira (21) pela Polícia Civil de Jaguariaíva (região dos Campos Gerais) durante uma operação que combate o furto de gado no município. Foram apreendidos cortes clandestinos de carne bovina, armas de fogo e munições – todo o material era comercializado pelos presos, segundo a polícia.

A operação foi coordenada pelo delegado Derick Moura Jorge a partir dos vários casos recentes de bovinos nas propriedades rurais do município. Os investigadores chegaram até um homem de 35 anos que morava no bairro Gentil e descobriram que, além do furto e do abate do gado, ele também estaria fornecendo armas de fogo para criminosos. A prisão preventiva dele foi decretada pelo Poder Judiciário e o mandado foi cumprido nesta segunda.

A Justiça também autorizou a busca e apreensão na residência de outro suspeito, onde foi preso em flagrante um homem de 49 anos. Na casa dele, no Jardim Primavera, foram encontrados cortes clandestinos de carne bovina já preparados para serem vendidos, além de munições de vários calibres e duas espingardas com os canos cortados.

No interrogatório, o suspeito confessou a prática do furto de gado e assumiu ser o proprietário das armas. Os dois presos foram conduzidos à cadeia pública da cidade e permanecem à disposição do Poder Judiciário.

Compre Rural com informações da Polícia Civil do MS

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com