Polícia mata ladrões de gado e prende outros 20 criminosos

Polícia mata ladrões de gado e prende outros 20 criminosos

PARTILHAR
foto ilustração

Agentes cumprem 40 mandados de busca e apreensão, 27 mandados de prisão preventiva e 39 bloqueios judiciais de contas no Sul do Estado, capital e região metropolitana

A Polícia Civil deflagrou na última semana uma grande ofensiva para prender criminosos que atuam no roubo de gado e lavagem de dinheiro no interior do Rio Grande do Sul para financiar o tráfico de drogas. Infelizmente a onda de crimes está cada dia maior, criminosos têm se especializado em atacar propriedades rurais do estado.

O bando é ligado a uma facção que age em todo o Estado e tem como base o Vale dos Sinos. Por volta das sete da manhã, da última quinta, os agentes haviam prendido ao menos 20 pessoas e apreendido entorpecentes, armas, dinheiro e celulares.

Denominada de Operação Faxina, a ação ocorre em Canoas e mais sete cidades – tanto da região metropolitana quanto do Sul do RS: Porto Alegre, Cachoeirinha, Novo Hamburgo, Campo Bom, Pinheiro Machado, Bagé e Salvador do Sul.

Mais de 260 policiais participam da operação, em cumprimento a 40 mandados de busca e apreensão, 27 mandados de prisão preventiva e 39 bloqueios judiciais de contas.

A organização criminosa teria movimentado em um ano cerca de R$ 5,5 milhões.

Ladrões de gado e defensivos agrícolas morrem em confronto com a polícia

Dois criminosos foram mortos em troca de tiros com policiais militares da Força Tática na madrugada de sexta-feira (13), em Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá). De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais receberam uma denúncia de que quatro homens armados estariam se escondendo em uma chácara na zona rural do município.

Conforme a denúncia, os suspeitos poderiam ter envolvimento em crimes de roubo de gado e de defensivos agrícolas na região. Uma equipe da Força Tática se deslocou até a região e em rondas, encontrou um dos assaltantes com uma arma na mão.

Ao ver os militares, o suspeito correu em direção à sede da propriedade rural. Logo depois, ele saiu da casa e corre em direção a uma área de mata.

Outros dois suspeitos saíram da residência e ao serem abordados, reagiram e atiraram contra os policiais, que revidaram. Os dois suspeitos foram baleados e socorridos até uma unidade de saúde, mas não resistiram e morreram. O primeiro suspeito conseguiu fugir.

Dentro da residência, os policiais localizaram duas espingardas calibre 12, uma garrucha, 35 munições de calibre 38 intactas, 12 munições deflagradas, 20 munições de calibre 12, 5 chips de celulares, 1 binóculo, 3 fardas completas da PM, uma farda do exército. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com