Galpão pega fogo e mata 1400 animais em fazenda, veja!

Galpão pega fogo e mata 1400 animais em fazenda, veja!

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Conforme bombeiros, não há sinal aparente de incêndio criminoso. Proprietário produz porcos para empresa de alimentos. Foram mais de 1400 animais mortos, veja as imagens!

O Compre Rural lamenta muito o que tenha acontecido e deseja a empresa e funcionários toda força nesse momento. Realmente, ao que tudo indica, o incêndio não foi criminoso e sim uma fatalidade que atingiu a propriedade.

Um chiqueiro de porcos pegou fogo na madrugada desta sexta-feira (25) em uma propriedade do interior do município de Coronel Bicaco, no Noroeste do estado. Dos 1,5 mil porcos que eram criados no local, 1,4 mil morreram.

As chamas se espalharam rapidamente e atingiram a estrutura de sustentação do telhado, toda de madeira, que caiu sobre os animais. Funcionários da propriedade estavam em pavilhões vizinhos e escutaram o barulho dos porcos, mas o fogo já tinha se espalhado. Segundo o delegado William Dal Bosco Garcez Alvez, responsável pela investigação, 100 porcos conseguiram se salvar.

O galpão pertence a empresa Alibem Alimentos, o prejuízo é muito grande, além da imensurável tristeza de ver os animais em chamas.

Não há Corpo de Bombeiros na cidade e, por isso, um caminhão do batalhão de Três Passos se deslocou até o local – uma distância de mais de 70 km do quartel até o ponto do incêndio. Quando os bombeiros chegaram ao local, o chiqueiro já estava todo destruído. Cerca de 8 mil litros de água foram utilizados no controle das chamas.

O incêndio começou na parte de cima do chiqueiro. Os bombeiros dizem que não há hipóteses preliminares para a causa do fogo, mas não tem sinal aparente de que tenha sido criminoso.

Ainda não se sabe o que provocou o incêndio. Preliminarmente o Corpo de Bombeiros, descarta que tenha sido criminoso, mas a polícia diz que o local passou por perícia e ainda é muito cedo para dizer onde as chamas teriam iniciado e de que maneira. A propriedade fica às margens da ERS 317 e, segundo os Bombeiros, tem seguro contra incêndios.

Além dos animais, ninguém ficou ferido. Conforme os Bombeiros, os porcos são criados para uma empresa de alimentos da região.

Segundo o Sargento Trentin, do Corpo de Bombeiros de Três Passos, a corporação recebeu o chamado às 6h10. Antes da chegada dos bombeiros, os funcionários da empresa tentaram conter as chamas com extintores, mas sem sucesso.

De acordo com o administrador da empresa, dos animais que morreram, 1400 seriam leitões e outros 70 matrizes. Nenhum funcionário ficou ferido.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com