Gaúchos em festa! Hoje é dia do chimarrão e do churrasco

PARTILHAR
churrasco de costelao
Foto: Rogério Bastos

Prepare a costela no fogo de chão e conheça os benefícios da bebida sulista! Os principais símbolos da tradição gaúcha têm data marcada no calendário

O gaúcho primitivo nasce da miscigenação dos europeus – portugueses e espanhóis – com os indígenas, que por volta de 1.800 foram denominados “gaudérios” e chamados pelas lideranças da época para defender a região nas disputas territoriais. Os costumes, que envolvem municípios de todo o sul do País e cidades do centro-oeste brasileiro, foram compartilhados pelos povos originários. O nativismo no oeste catarinense é marcado por músicas, trajes, cavalgadas, pajadas e pratos típicos, como churrasco e o tradicional chimarrão.

Para celebrar o Dia do Churrasco e do Chimarrão – neste sábado (24), os principais símbolos da gastronomia e cultura sulista, o churrasqueiro Paulo Otto ensina a preparar o tradicional costelão no fogo de chão. São necessários: uma costela de aproximadamente 20 kg; dois quilos de sal grosso (com ou sem tempero) e um litro de vinho branco, além dos acessórios (um espeto especial para costela fogo de chão, dois litros de álcool, dois sacos de gravetos e lenha). “O prato é referência na culinária gaúcha. Toda homenagem ao nativismo exige um delicioso churrasco”, afirma.

Antes do preparo da costela é necessário aprontar o terreno – um espaço plano de aproximadamente 2×2 metros. Pode circundar a costela com fogo ou duas retas paralelas de lenha. No centro, demarque o local onde ficará a carne. O uso dos gravetos é opcional. Ao utilizá-los, monte duas carreiras, que ficarão na parte da frente e atrás da costela. Umedeça os gravetos com álcool e espere alguns minutos para atear fogo. “O ideal é que a carne fique aproximadamente meio metro do fogo”, orienta Otto. Depois, coloque mais lenha.

Já para o preparo da costela, é essencial prendê-la no espeto especial. Depois, coloque a carne sobre a mesa. Umedeça com vinho, espalhando uniformemente. Após, adicione uma camada de sal grosso e o restante da bebida. Misture bem. Vire a carne e tempere o outro lado da mesma forma. Em seguida, leve o espeto para o local demarcado e prenda bem ao chão. “Tome cuidado para que as labaredas não encostem na costela. Em cerca de quatro a seis horas estará pronta para servir”, destaca o churrasqueiro.

BENEFÍCIOS DO CHIMARRÃO

Quando o assunto é um bom churrasco, o chimarrão é indispensável. Inclusive, a nutricionista do Fort Atacadista Chapecó, Letícia Tizziani, destaca que a bebida é uma excelente aliada para a saúde. “É rica em vitaminas, alcalóides e antioxidantes. Também possui polifenóis, além de minerais como ferro, fósforo, potássio e manganês. Esses nutrientes diminuem o cansaço, combatem o envelhecimento celular, ajudam na regeneração das células, aumentam a energia e estimulam a prática de atividades”, afirma.

A nutricionista explica que o chimarrão também possui funções digestivas e laxativas, além de ser um excelente diurético. Por isso, contribui para o bom funcionamento dos rins e do intestino. “A bebida diminui o colesterol ruim, elimina o acúmulo de gordura nas artérias e protege o coração. Também é recomendado para o emagrecimento porque acelera o metabolismo e aumenta o gasto calórico. Porém, para quem segue dietas regradas, é fundamental conversar e sanar dúvidas com os profissionais que os atendem, pois conhecem todas as suas particularidades”, orienta.

DICAS DA NUTRICIONISTA

Diversos chás podem ser adicionados ao chimarrão. “Prefira hortelã, camomila e endro. Essas ervas são extremamente benéficas e deixam a bebida ainda mais gostosa. Apesar dos inúmeros benefícios, é importante lembrar que o chimarrão não é água. Devemos cuidar do nosso consumo de água diário para o bom funcionamento do organismo”, alerta Letícia.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com