Homem mata vacas a tiro e promete matar o dono também

Homem mata vacas a tiro e promete matar o dono também

PARTILHAR

Dono de chácara teria alvejado os animais após eles entrarem na propriedade para comer grama; prejuízo é estimado em R$ 7 mil por cabeça.

Duas vacas do produtor rural Jales Martins, de Caldas Novas (GO), aproveitaram uma brecha na cerca e foram comer grama nos fundos da chácara vizinha. A situação que não tinha nada de extraordinária acabou virando caso de polícia após o dono da propriedade atirar contra os animais.

“Elas só passaram no fundo da propriedade dele. Não é porque ele tem posse de arma que pode atirar em qualquer animal”, diz o filho de Jales, Kaio Martins. Segundo ele, uma das vacas morreu na hora e a outra está em estado gravíssimo. A primeira, inclusive, estava grávida e o bezerro nasceria em janeiro de 2021.

O episódio, de acordo com Kaio, foi o ápice da confusão entre Jales e o vizinho, que não teve o seu nome divulgado pela polícia. “Ele é estrangeiro, novo na cidade. Já tinha ameaçado que se as vacas passassem para o chácara, ele as mataria e mataria o meu pai”, afirma.

A ameaça da morte ao produtor foi registrada no boletim de ocorrência. O suspeito teria, na época, atirado em direção a um boi para intimidar, mas o animal não teve ferimentos graves.

As duas vacas perdidas — Kaio dá como certa a morte do segundo animal — devem impactar bastante na vida de Jales, que tinha 11 animais antes do ocorrido. “Ele está abalado, porque sempre mexeu com roça, sempre gostou dos animais. Ele tira leite para se manter. E ele perdeu animais pelos quais tinha carinho e amor. Eram vacas mansinhas”, conta.

O prejuízo é estimado em R$ 7 mil por vaca. Os advogados da família Martins vão pedir na Justiça a indenização.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito alegou que os animais haviam destruído plantas da propriedade, mas disse que não atirou para matar, e sim para afastá-los. A arma do suspeito é uma calibre 12 e ele possui direito à posse.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com