Ladrões abatem gado com tiro na cabeça e são presos

Ladrões abatem gado com tiro na cabeça e são presos

PARTILHAR

Segundo os dados divulgados pela Polícia Civil, foram presos preventivamente dois suspeitos por furto de gado e posse de arma, confira os fatos!

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Cachoeira Alta, em Goiás, esclareceu o crime de furto de gado e porte ilegal de arma de fogo e prendeu os autores. Confira as informações abaixo!

Os crimes estão em patamares assustadores, trazendo uma grande insegurança para o setor que mais produz no país. O crescimento no número de casos informados no ano passado, chegam a 20%. Entretanto, esse número é ainda mais assustador, pois grande parte dos crimes não são informados, tanto pela dificuldade de comunicação quanto pela falta de contingente.

No dia 13 de janeiro deste ano, dois indivíduos abateram uma “rês” com um tiro na cabeça e, quando estavam a desossando, fugiram do local após perceber uma viatura policial se aproximando.

Desde então, a Polícia Civil em Cachoeira Alta realizou diversas diligências e identificou os autores do crime, os quais, após representação da Autoridade Policial por expedição de prisão preventiva e o deferimento pelo Poder Judiciário, foram presos e encaminhados à Unidade Prisional local, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Em outro caso, foram apreendidos 55 animais furtados

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), dando continuidade à Operação Charrete Quebrada, realizada nos dias 29 de dezembro de 2020 e 06 de janeiro de 2021, localizou nesta segunda-feira (18/01/2021), mais quatro novilhas cruzadas, com as marcas da vítima do furto ocorrido no dia 17 de junho de 2020.

As novilhas foram encontradas pelos policiais civis nas proximidades do Setor Itatiaia, em Goiânia.

As diligências já localizaram 55 cabeças de gado e apontam que uma associação criminosa é autora dos furtos das reses recuperadas, as quais foram apreendidas e restituídas à vítima.

As investigações prosseguem no sentido de desmantelar por completo esta associação criminosa. No início da operação, em dezembro do ano passado, a DERCR prendeu em flagrante os membros do grupo criminoso por furtar semoventes na região norte e central do Estado de Goiás.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com