Lucro da Marfrig mais que dobra no 3º tri para R$ 1,67 bi

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Operações na América do Norte influenciaram resultado da empresa no período.

A Marfrig Global Foods reportou lucro líquido de 1,67 bilhão de reais no terceiro trimestre, uma expressiva alta de 148,7% ante o mesmo período do ano passado, em meio a fortes resultados da operação da empresa na América do Norte, conforme balanço divulgado nesta terça-feira.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou 4,73 bilhões de reais no período, com salto de 115,6% no ano a ano, sendo que 95% do valor se deve ao Ebitda da unidade norte-americana que compensaram as adversidades no Brasil.

A Operação América do Norte — liderada pela americana National Beef — registrou novos recordes de resultados, beneficiada pela recomposição dos estoques da cadeia de food-service, o cenário econômico ainda impulsionado pelos estímulos financeiros do governo federal e pela sazonalidade do período.

Segundo o CEO da unidade norte-americana, Tim Klein, o terceiro trimestre é historicamente o mais forte na região.

Em 2021, porém, além de aumentar o volume de vendas no período, a companhia também foi beneficiada por um incremento de preços nos Estados Unidos e nos mercados internacionais.

“Os fundamentos da indústria permanecem a nosso favor, temos um amplo abastecimento de gado… No quarto trimestre teremos oferta parecida com a do terceiro. Não vamos ter a mesma margem Ebitda do terceiro trimestre, mas vai continuar muito forte”, disse ele a jornalistas.

Depois de alcançar 26,8% no terceiro trimestre, a expectativa de Klein é que a margem obitda da empresa na América do Norte se mantenha ao menos em dois dígitos no quarto trimestre deste ano.

A importância da unidade também aparece na receita líquida da Marfrig, que totalizou 23,6 bilhões de reais no trimestre, crescimento de 40,4% na comparação anual, sendo 71% provenientes da América do Norte.

O mercado doméstico dos Estados Unidos segue como maior consumidor dos produtos oferecidos pela unidade americana, com uma fatia de 88%.

Entre os compradores internacionais, Japão e Coreia do Sul geraram 62% das receitas de exportação da National Beef.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com