Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Lula diz que Porto de Santos público renderá mais do que se fosse privatizado

“Nós precisamos nos transformar em um país altamente desenvolvido, e é por isso que nós tiramos esse porto da política de privatização”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira, ao visitar o Porto de Santos para anunciar investimentos, que seu governo provará que o porto público pode ser mais rentável do que se estivesse nas mãos da iniciativa privada.

“Nós precisamos nos transformar em um país altamente desenvolvido, e é por isso que nós tiramos esse porto da política de privatização”, disse Lula em discurso na cerimônia, que também serviu para comemorar os 132 anos do porto paulista.

A cerimônia contou com a presença do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), aliado do ex-presidente Jair Bolsonaro e que defende a privatização do porto paulista. O governo Lula decidiu que não irá privatizar o porto.

O presidente criticou o que disse ser uma “narrativa” de que o Estado não serve para nada e que apenas a iniciativa privada é eficiente.

“Nesse nosso querido Brasil se estabeleceu uma narrativa de setores da elite econômica brasileira de destruir a imagem do Estado, de destruir a imagem do poder público. A ideia de que o Estado não vale nada”, afirmou.

“Então nós queremos provar que esse porto, com a sua autoridade portuária, vai fazer tanto ou mais do que qualquer empresário faria neste país”, afirmou Lula.

Principal porto do país, Santos é a mais importante porta para as exportações e importações brasileiras e a privatização do terminal portuário é uma das prioridades de Tarcísio, que chegou a dizer, após assumir o governo do Estado, que a venda do porto à iniciativa privada seria a diferença entre a pobreza e a prosperidade na Baixada Santista.

Apesar de escancarar a divergência com o governador em relação à privatização do porto, Lula fez uma série de afagos a Tarcísio em seu discurso, afirmando que ambos estão “juntos” e prometendo que não faltará apoio do governo federal a São Paulo.

Fonte: Reuters

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM