Mangalarga perde égua fenômeno da marcha

Mangalarga perde égua fenômeno da marcha

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Égua da raça Mangalarga Marchador, Gigi Calambau do Cardeal EM, era um fenômeno das pistas e grande aposta para o campeonato nacional da raça

Segundo seu criador – “A raça hoje perde uma de suas estrelas Gigi Calambau do Cardeal EMP“. A égua da raça Mangalarga Marchador era uma exímia marchadeira e participava ativamente das competições de marcha pelo país, sua perda foi muito sentida pelas pessoas próximas ao animal, pois ela despontava como grande destaque nas competições. Segundo alguns comentários nas redes sociais a égua era uma referência da marcha no Brasil, figurava entre as melhores do país.

“Há seres que entram na sua vida sem que você perceba…No começo é apenas um animal que faz parte do seu negócio, mas ao longo da estrada esse animal se torna um ‘xodó’ caminhamos juntos em várias exposições, e em todas elas subimos a tão sonhada rampa, inúmeras vezes me peguei parado olhando para você em seu piquete ou em sua baia. Assim nasceu uma verdadeira amizade entre nós. Vá marchar em paz minha GIGI, você está eternizada não só no meu coração, como no coração de vários criadores e admiradores da nossa raça” – disse Glauber Gurgel, da GG Assessoria.

“Hoje é um dia diferente no Haras Quelé, Cavalo sempre me deu paz, alegria e amigos, porém hoje estou meio perdido, não sei se continuo, se dou um tempo, não sei o que fazer. Gigi era e sempre será minha referência de criação” – do Haras Quelé.

“Perca irreparável para a raça, na minha opinião a Gigi representou e representa o que a raça deve buscar, morfologicamente e em andamento. Haras Quelé meus sentimentos pela perda, há situações que não compreendemos o porquê no momento, e o tempo se encarrega de mostrar, CERTEZA que o cavalo lhe dará muitas alegrias, e retribuirá esse dia difícil de hoje” – Segundo o internauta Leonardo Winder.

View this post on Instagram

Gigi

A post shared by Haras EMP (@harasemp) on

A Marcha Batida tende a ser o melhor andamento para a equitação clássica. É excelente para equitação esportiva. Também em quatro tempos, porém, com os toques dos cascos soando de dois a dois (1,2 /3,4), possibilita completa junção neurofisiológica entre cavaleiro e cavalo, dispensando o famoso “senta/levanta” do trote.

Alguns comentários de internautas mostra a importância da égua:

“Na realidade não te conheço mas acompanhei todos os campeonatos da Gigi pois sou pequeno criador e sempre admirei demais está égua e também sei o quanto dói a perda, mas como você mesmo disse, o Senhor vai te guiar e te mostrar o melhor caminho” – comentou o Rancho 7 Salões.

“Muito Triste, um animal fenomenal, meus sentimentos e forças para continuar! 🙏” – Haras Monte Marchador.

“Sem dúvidas essa égua estava no TOP 5 das melhores éguas do Brasil hoje, é uma perda imensurável pra raça e pra todos nós criadores, meus sentimentos à família Quelé” – WM Trais.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com