Mega Rodeio em um navio porta aviões, confira o vídeo!

Mega Rodeio em um navio porta aviões, confira o vídeo!

PARTILHAR

A Professional Bull Riders (PBR) está anunciando um evento de transmissão especial no topo do USS Lexington, um porta avião gigante nos EUA, veja!

A PBR já inovou e apresentou touros em alguns locais incomuns e altamente visuais, incluindo a Times Square, Huntington Beach e no meio do Hollywood Boulevard. E agora o esporte pode ter se superado ao anunciar um evento especial de transmissão no topo do USS Lexington em Corpus Christi, Texas. Nada mais é que um porta avião gigante, usado para transportar caças aéreos pelo exercito dos EUA, veja o vídeo!

A PBR construiu uma arena de montaria em uma plataforma de lançamento de 872 pés de comprimento no topo do famoso porta-aviões conhecido como “The Blue Ghost”, trazendo 300 toneladas de terra e aço e mais de 15 milhas de cabos de cobre e fibra óptica para apoiar o evento e a transmissão pela televisão. 

Uma semana após a grande final mundial, a PBR realizou no sábado um rodeio no USS Lexington Museum, um lendário porta-aviões da 2a guerra na baía de Corpus Christi, no Texas.

A PBR Air Force Reserve Cowboys por uma causa 2020 lançou um novo programa solidário chamado “Cowboys por uma causa”, que objetiva arrecadar dinheiro para instituições de caridade militares através de um rodeio com 15 competidores para fechar a temporada. O torneio especial realizado através de disputa por equipes arrecadou U$250.000 para a Operação Homefront e outras instituições de caridade militares com apoio de parceiros da entidade, incluindo Ford, Wrangler, Pendleton Whisky, Bad Boy Mowers e South Point Hotel & Casino.

A competição a bordo de um navio deu a magnitude do evento, com os melhores competidores do mundo disputando o título em destacados touros. Para cada parada, a Ford prometeu U$25,000 para sete instituições de caridade , totalizando U$200,000, além disto, mais U$ 25,000 foram doados pela Wrangler para a operação Homefront e, em nome da equipe vitoriosa, a Bad Boy Mowers doou mais U$ 25,000.

“Então, foi apropriado terminar a temporada 2020 com uma nota de admiração e gratidão – além de um porta-aviões simbolizando os sacrifícios da liberdade enquanto também apoia instituições de caridade militares. Quero agradecer nossos parceiros que tornaram este evento possível, nossos fãs por ficarem conosco o ano todo, nossos cowboys e empreiteiros de ações por fazerem um show e, acima de tudo, os heróicos homens e mulheres servindo desinteressadamente nosso país para que possamos fazer o que amamos”, disse o comissário da PBR Sean Gleason.

Vídeo da competição

O brasileiro Luciano de Castro liderou o time campeão, com 90,5 pontos no touro Safety Meeting. Tye Chandler somou 86,5 pontos no Black Cadillac e o capitão do time, Lucas Divino segurou a vitória com 89,75 pontos no touro Soup in a Group.

Segundo colocado, o time Boot Barn começou com Cody Teel marcando 87,5 pontos no touro Hell On The Red. O Rookie of the Year 2018, Keyshawn Whitehorse somou 87,25 pontos no touro Stretch e Chase Dougherty completou a pontuação com uma montaria de 90,75 pontos no Lil 2 Train.

Em terceiro lugar ficou o time Wrangler com Maurício Gulla Moreira marcando 89,75 pontos no Concealed Carry.

“Enquanto nos preparamos para fechar um ano muito desafiador, a PBR deseja apresentar um presente de Natal antecipado de um evento inesquecível de montaria em touro no topo do grande e histórico USS Lexington para os fãs que nos apoiam em todos os momentos e para as famílias de militares que se sacrificam muito para todos ”, disse o comissário da PBR Sean Gleason.

“Pular em touros no convés do USS Lexington está há muito tempo em nossa lista de lugares icônicos durante os 8 segundos mais emocionantes nos esportes. Estamos entusiasmados e honrados com a parceria com a Reserva da Força Aérea para dar vida a este evento único na vida. O lema da Reserva da Força Aérea é ‘Voe, Lute e Vença’, que representa o espírito incorporado em nosso próprio mantra ‘Seja Cowboy’. ”

História do USS Lexington

O USS Lexington foi o porta-aviões em serviço mais antigo da Marinha antes de ser oficialmente desativado em 1991.

Durante a Segunda Guerra Mundial, como parte da Quinta Frota, o famoso porta-aviões fez parte de quase todas as operações importantes no Teatro do Pacífico. Passou 21 meses em combate.

Seus aviões destruíram 372 aeronaves inimigas no ar e mais 475 no solo. Além disso, ela afundou ou destruiu 300.000 toneladas de carga inimiga e danificou 600.000 toneladas adicionais. Os canhões do navio abateram 15 aviões e ajudaram a derrubar mais cinco.

A história lendária do navio provavelmente nunca envolveu touros ou cowboys, mas isso mudará amanhã.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com