Mercado de reposição segue alcançando recordes, veja!

Mercado de reposição segue alcançando recordes, veja!

PARTILHAR
Foto: L. M Nieto / @lmnieto

Um dos fatores para o aumento dos negócios com animais jovens foi o forte movimento de alta na arroba do boi gordo. Confira como estão os mercados!

Ao longo desta semana, o mercado de reposição de gado registrou maior liquidez de negócios, segundo apurou a IHS Markit. “A oferta de animais jovens segue bastante restrita, fator que tem sustentado a cotação de bezerros e bezerras na maioria das praças pecuárias do País”, destaca a consultoria.

O preço do indicador Cepea do bezerro (praça do MS) fechou a quinta-feira a R$ 2.189,97, com valorização de 6% no acumulado do mês e acréscimo de 72% sobre a cotação registrada em igual período de 2019 (R$ 1.271,20).

Um dos fatores para o aumento dos negócios com animais jovens foi o forte movimento de alta na arroba do boi gordo. “Os pecuaristas se mostraram mais confiantes e ativos na procura do gado magro”, avalia a IHS Markit. Destaca-se a demanda por categorias mais jovens e de qualidade, para produção voltada para exportações.

Nas praças da região Norte do Brasil, a valorização intensa da arroba do gado gordo melhorou a margem obtida na comparação entre o custo da reposição e o preço da boiada terminada, injetando maior confiança nos pecuaristas, que se mostraram mais ativos na demanda por animais, relata a consultoria.

Já nas praças do Centro-Sul, apesar dos patamares bastante elevados atingidos pela arroba do boi gordo nesta última semana, renovando os recordes anteriores, as significativas altas do milho e do farelo de soja, base da alimentação bovina, aumentou os custos da atividade de recria e engorda e, consequentemente, os custos com a engorda de animais.

Nesta sexta-feira, os preços da reposição subiram em algumas praças do Mato Grosso e de São Paulo.

Fonte: Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com