Milho: Agricultores miram os R$ 95,00 e preço deve disparar

Milho: Agricultores miram os R$ 95,00 e preço deve disparar

PARTILHAR
Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini

Preços do milho seguem em disparada e já bateu R$ 88/sc; Segundo analista, os preços possuem agora mais fatores de alta do que de baixa nos preços!

A redução sazonal do apetite dos compradores do mercado interno neste momento tem travado as negociações de milho em São Paulo, no entanto, com o dólar e os poucos vendedores que ainda restam se mostram “relutantes”, a cotação do milho em São Paulo continuou firme e buscando os R$ 84,00/sc. Na B3, o dia foi de valorização para o vencimento em março/21, que fechou o dia cotado a R$ 86,67/sc.

Com pouco mais de 641 mil toneladas embarcadas durante a última semana, a exportação de milho brasileira começa a dar sinais de recuo frente a diminuição de oferta no mercado interno.

A média diária de cereal embarcado ficou em 128,26 mil toneladas, 44% a menos do que em dezembro/20. O recuo foi menos intenso sobre a receita, isso por que o preço médio do milho vendido pelo Brasil para o mercado externo apresentou valorização de 15% no comparativo com dezembro/20, movimento justificado pelas altas das cotações do cereal em Chicago que já se aproxima dos US$ 5,00/bu

Analista prevê alta dos preços

De acordo com a Consultoria T&F Agronômica, os preços do milho têm mais motivos para subir do que para seguirem estáveis ou caírem. Os preços internos subiram cerca de 6,67% na semana passada e saltaram 0,75% na B3. Segundo Luiz Pacheco, analista da consultoria, o preço do milho pode atingir 95 reais em 5 meses.

“Eu tenho 47 anos de mercado e 73 de vida, nesse período nunca vi o milho chegar a esse preço de R$ 95  e nem com essa lucratividade tão grande. Em São Paulo está batendo na casa dos R$ 87, então não será surpresa quando chegar a R$ 95. Eu acertei na mosca quando o preço estava em R$ 55 e chegou a R$ 77 e o que posso dizer é que vai continuar em alta, pois frustrou a safra de verão no Sul, que são grandes consumidores, e com isso o preço volta a subir. Com isso, o dólar volta a subir e isso vem com o medo de grandes compradores que marcaram território manter o milho aqui”, disse.

Segundo ele, esse valor de R$ 95 se justifica por haver um longo caminho para ter milho novamente no Brasil. “Temos quase 5 meses e meio para consumir milho que tem do resto da safrinha passada e da safra de verão, que foi menor também”, explicou.

Compre Rural com informações da Agrifatto e Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com