Minerva terá o maior centro de distribuição de carne da China

Minerva terá o maior centro de distribuição de carne da China

PARTILHAR

Negócio com o Greenland Group, em uma joint venture, tem potencial de movimentar até US$ 1,5 bilhão na próxima década; Confira os detalhes abaixo!

A terceira maior empresa processadora de carne bovina do País, a Minerva Foods, com receita de R$ 17,1 bilhões em 2019, pode estar prestes a construir o “maior centro de distribuição de produtos de proteína animal importados da China”.

A afirmação é da estatal chinesa Greenland Group, em um anúncio feito com pompa por ela no dia 1º de novembro (neste domingo). A empresa é a possível parceira da Minerva Foods para um processo empresarial conhecido como joint venture, no qual duas companhias se juntam para criar uma terceira empresa.

Se correr como a empresa chinesa informa em seu site, esse negócio pode movimentar importações de US$ 599,2 milhões (4 bilhões de yuan) nos próximos dois anos com potencial para alcançar US$ 1,5 bilhão (10 bilhões de yuan) na próxima década.

A Greenland faturou US$ 37,06 bilhões (247,4 bilhões de yuan) em 2016 – o dado mais recente divulgado pela companhia. A estatal, além de lidar com negócios como logística e distribuição, também atua nos setores  imobiliário, de infraestrutura, construção e financeiro, todas atividades locais.

Além da presença do presidente do Greenland Group, Zhang Yuliang, a cerimônia do acordo contou com a presença do cônsul geral do Brasil em Xangai, Le Sizhe, e por diversas autoridades chinesas, como o vice-prefeito de Xangai, Zong Ming, o diretor da Comissão Municipal de Comércio, Hua Yuan, e o secretário do Partido do distrito de Qingpu, Zhao Huiqin.

Cerimônia do acordo os autoridades da china e do Brasil. Foto: Divulgação/Greenland Group

Silêncio brasileiro

Se por um lado houve a comemoração e cerimônia na China, por outro, a notícia não foi alardeada pela brasileira Minerva. Fontes ouvidas dizem que o negócio está sob análise em uma “operação não vinculante”.

O que caracteriza uma oferta não vinculante é quando uma das partes apresenta a primeira proposta, o que leva a crer que o negócio partiu da Greenland. Possivelmente, a Minerva está fazendo os últimos acertos, antes de formalizar a joint venture.

“Ainda faltam alguns detalhes burocráticos para finalizar, mas a Greenland já anunciou”, disse uma das fontes ouvidas. O anúncio da Greenland foi feito dias antes do China International Import Expo (CIIE), uma das grandes feiras de importação no país asiático que começa nessa quinta-feira (5/11) e vai até a próxima terça-feira (10/11). Segundo a nota da estatal, a Minerva Foods é uma das grandes expositoras na feira.

Com informações do Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com