Policia “mata” e impede roubo de gado de R$ 60.000,00

Policia “mata” e impede roubo de gado de R$ 60.000,00

PARTILHAR
Foto Divulgação.

A polícia usou tocaia barreira para impedir o furto dos animais. Além disso, caseiros foram feitos reféns para roubo de gado na propriedade. Veja!

Policiais militares do 2º Pelotão de Juscimeira (a 157 km de Cuiabá) recuperaram, na noite desta sexta-feira (23.10), um caminhão com 22 cabeças de gado que tinha sido roubado de uma fazenda na área rural da cidade. Um veículo Fiesta usado pelos criminosos foi apreendido. A carga foi avaliada em R$ 50 mil.

Os agentes foram informados que o roubo estava em andamento e seguiam para o local quando no caminho deram de frente com os suspeitos no caminhão com os animais. Momento em que, segundo informações, foram realizados vários disparos por parte da quadrilha.

Apesar da troca de tiros, os policiais não conseguiram abater nenhum dos suspeitos que, ao fugirem foram parados em uma barreira policial. Por se tratar de uma área com grande mata, os bandidos se aproveitaram das oportunidade, assim como em outros casos.

Dessa forma, apesar de matar a operação de roubo de gado e impedir um prejuízo de mais de R$ 60.000,00 ao produtor rural, a polícia não teve a sorte de acabar com os bandidos no local.

O motorista do caminhão não obedeceu a ordem de parada. Depois de alguns metros, os criminosos abandonaram o veículo e correram para uma área de mata. Eles não foram localizados.

Na fazenda, os policiais conversaram com as vítimas que contaram terem sido rendidas e obrigadas a deitar no chão. Os suspeitos estavam armados. Com a chegada dos policiais, os dois homens que ficaram na propriedade correram para uma área de mata deixando o Fiesta que seria usado na fuga. Eles não foram encontrados.  

DENÚNCIA POLÍCIAL

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Cantor sertanejo tem gado roubado pelo próprio caseiro

Gerente em fazenda de cantor sertanejo nega furto e diz que gado ‘fugiu’ por cerca cortada. A mulher que comprou o gado furtado disse que pagou por cada cabeça de gado o valor de R$ 3 mil. Quem diz a verdade?

O gerente da fazenda de um cantor sertanejo acusado de furto de gado da propriedade rural negou o crime em depoimento na delegacia, em Ribas do Rio Pardo a 97 quilômetros de Campo Grande. Ele afirmou que o gado havia sido carregado por engano.

Segundo o delegado Bruno Santacatharina, o depoimento do gerente não bate com os dados da investigação. O suspeito disse que o gado havia fugido da propriedade rural localizada na estrada da usina do Mimoso, depois da cerca ter se rompido e que os animais foram carregados por engano sendo levados para a outra fazenda, onde foram vendidos a uma mulher.

Mas, segundo o delegado a nota fiscal retirada pelo gerente, que estava em seu nome, tinha a marca da fazenda da vítima, e que a cerca da propriedade teria sido cortada de forma dolosa. O gerente vai responder pelo crime em liberdade.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.