Morre um dos maiores locutores de rodeio

PARTILHAR

Morreu o locutor de rodeios Barra Mansa, no interior de São Paulo; Ele tinha 68 anos e não resistiu a complicações de uma cirurgia de hérnia. Confira!

Morreu nesta terça-feira (23/11), em São José do Rio Preto (SP), uma das vozes mais conhecidas dos rodeios brasileiros: o locutor Barra Mansa, apelido de José Rodrigues Pereira, que fez sua carreira na Festa do Peão de Barretos. Ele tinha 68 anos e morreu, segundo sua assessoria publicou nas redes sociais, após complicações em uma cirurgia de hérnia.

Emílio Carlos dos Santos, o Kaká, diretor do clube Os Independentes, que organiza a festa de Barretos, disse que Barra Mansa iniciou a carreira nos anos 80 e trabalhou no evento por mais de 35 anos, conquistando respeito e admiração dos peões nas arenas, além de muitos fãs.

“Barra Mansa era um ícone na locação de rodeios, um tenor das arenas. Era uma pessoa simples e humilde, mas muito competente. Vai ficar um vácuo muito grande, especialmente na locução do rodeio de equinos, no estilo cutiano. Uma grande perda para os rodeios”, disse Kaká.

José Rodrigues Pereira era radialista, locutor de rodeios e cantor. Conhecido como Barra Mansa, ele passou a atuar nas arenas em 1977. Cinco anos depois, ele fez a primeira narração na Festa do Peão de Barretos, em 1982, onde se consagrou como locutor oficial do evento.

O tricampeão mundial de rodeios Adriano de Moraes falou que Barra Mansa marcou toda uma geração de locutores de rodeio, inspirando grandes nomes que estão na ativa até hoje. “Na minha época como atleta, todos os competidores esperavam fazer uma montaria narrada pelo Barra Mansa. Eu tive esse privilégio. Hoje é um dia de luto para todos.”

A PBR Brazil também lamentou a morte do locutor nas redes sociais. “A família PBR Brazil lamenta o falecimento do locutor José Rodrigues Pereira, o Barra Mansa. Nossas orações estão com a família e os amigos.”

Para Marcos Abud, diretor de rodeios que também trabalhou com Barra Mansa em Barretos, o amigo era muito engraçado e gostava de fazer versinhos. “Eu me lembro que ele sempre fazia a abertura da festa, tirando o chapéu e puxando a Ave Maria. E, diferente dos colegas de profissão, nunca descia para narrar dentro da arena. Ele dizia assim: gordo assim, como é que eu vou correr dos touros e cavalos?’”

Além de locutor de rodeios, Barra Mansa também foi radialista, cantor sertanejo e participou do casting da novela “Ana Raio e Zé Trovão”, da extinta Rede Manchete. No ano passado, ele narrou presencialmente provas de rodeio da Festa do Peão de Barretos (SP).

Barra Mansa

Vídeo do querido Barra Mansa

Era conhecido por se apresentar com o seguinte bordão: “Sou mensageiro da alegria,  portador da esperança.  Alô meu povo aqui quem fala é o Barra Mansa!!!”

Casado com Claudenice Santana de Lima Pereira, ele deixa os filhos Aline e Alvino. O velório e o sepultamento do corpo do narrador serão ainda nesta terça-feira, em  Adolfo (SP).

Vozes do rodeio

No ano passado, outra personalidade do mundo dos rodeios também foi enterrada na região. O corpo do locutor Asa Branca foi sepultado na manhã de 6 de fevereiro de 2020 no Cemitério Municipal de Turiúba, também no noroeste paulista, a cerca de 80 quilômetros de Adolfo.

Asa Branca, que nasceu em Turiúba, morreu no dia 4 de fevereiro aos 57 anos, no Instituto do Câncer, em São Paulo. O locutor lutava contra um câncer e também era portador do vírus HIV.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.