Motivos para alta da arroba no mercado

Motivos para alta da arroba no mercado

PARTILHAR
Foto Divulgação

Scot Consultoria afirma que expectativa de melhora nas pastagens, que permite o pecuarista reter a boiada no pasto, colabora com o cenário de alta.

O início do mês deve ser favorável aos preços da arroba do boi gordo. De acordo com a Scot Consultoria, há expectativa de que o consumo melhore já que a população vai estar mais capitalizada, com o pagamento de salários.

Com essa tendência de melhora na procura de carne bovina, indústrias com escalas entre um e três dias tendem a ir às compras para garantir seus estoques do produto. Esse movimento contrasta com o cenário do mês de janeiro, onde parte dos frigoríficos estava com escalas de abate enxutas e sem necessidades de novas compras. 

“As indústrias não faziam esforços para alongar escalas porque o escoamento no Brasil estava ruim. Janeiro tradicionalmente é o pior mês de consumo do ano. Mas aquele movimento de baixa das últimas quatro semanas perdeu força”, diz Marina Zaia, analista da Scot.

A consultoria enfatiza ainda que além da demanda por carne ser maior neste período, os estoques mais baixos e a expectativa de melhora nas pastagens, que permite o pecuarista reter a boiada no pasto, colaboram com o cenário de preços mais altos. “No entanto, nós não devemos ver, em curto prazo,  preços como em novembro, quando a arroba atingiu R$ 230”, afirma o analista Felippe Reis.

Outro fator que deixa os preços com tendência de alta por mais tempo o é Carnaval. Normalmente, na segunda quinzena do mês, o consumo de carne reduz, mas com o feriado, a queda das cotações deve ser mais amena.  “O Carnaval deve garantir uma melhora no consumo e diminuir essa pressão de baixa que a gente observa nas segundas quinzenas”, diz Reis.

No mercado físico, o dia segue com negócios registrados no aplicativo da AgroBrazil, com valores médios acima de R$ 200/@. Na região de Rancharia/SP, a arroba do Boi Europa foi negociada a R$ 202,00/@, à prazo com 7 dias para pagar e com data para o abate em 11 de fevereiro. No município de Santa Fé de Goiás/GO, o animal com padrão exportação está precificado a R$ 190,00/@, à prazo com trinta dias para pagar e com data para o abate em 07 de fevereiro.

Exportações

O surto de coronavírus na China é ponto de atenção. A Scot afirma que a doença pode, de certa forma, limitar a demanda por carne bovina e desaquecer a economia chinesa. Por outro lado, os analistas destacam que pode surgir um movimento onde a população irá evitar carnes de origem duvidosa e procurar alimentos com procedência de origem.

“A gente tem um bom manejo sanitário e isso pode garantir que eles (chineses) busquem carne daqui”, diz Felippe. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com