Mudanças na cadeia do leite: A chave virou!

Mudanças na cadeia do leite: A chave virou!

PARTILHAR
sala de ordenha
Foto: GEA Group

Com objetivo de avançar no mercado mundial com o leite, normas mais rígidas de qualidade e controle foram aprovadas pelo MAPA, confira opinião de especialista.

Por Wagner Beskow

Finalmente este dia chegou. Atuo na cadeia produtiva do leite desde 1995, sabia que este dia chegaria, trabalhei para isso incansavelmente, e hoje tenho o prazer, a alegria, a satisfação de estar testemunhando O DIA QUE ATINGIMOS O ESTADO DE MENTALIDADE PROFISSIONAL NA PRODUÇÃO DE LEITE BRASILEIRA.

São diversos indicadores que vinham apontando para esta virada. Ela, na verdade é gradual, mas o ponto de virada é o seguinte:

OS BONS, SÉRIOS E DEDICADOS ABRAÇARAM A BANDEIRA DA QUALIDADE !!!

Até há pouco era a cultura do coitadismo, da “indústria que só quer me roubar”, de “qualidade para que se não me pagam por isso?”, do “leite é ser escravo de vaca”, etc.

E o que vemos exatamente nestes dias? Chegamos às definições das INs 76 e 77 do MAPA, os bons que vinham se preparando para este dia, avançaram e agora, pasmem!, se deram conta que, mais uma vez se desenha um recuo, mais um pedido de arrego e mais prazos, infelizmente por parte de algumas indústrias, e o que fazem os que se prepararam? Dizem, “NÃO! Chega de passar a mão por cima de quem não fez o dever de casa! Chega de comercializar porcaria, enquanto eu que produzo leite de primeira, totalmente dentro das normas, tenho que conviver com a injustiça de ver tudo sendo pago por litro, como se fosse a mesma coisa e, ainda, saber que meu leite será misturado ao do meu vizinho, que nunca se preocupou com nada, nada fez, nada investiu, nada mudou. Chega!”

Estas manifestações estão por toda a parte e isso NUNCA foi visto, não com o corpo e a densidade que estamos vendo neste exato momento.

Ou seja, isso é o maior sinal de maturidade de toda a história do leite brasileiro. Não é o MAPA que está dizendo, não é a indústria deste produtor, é o próprio produtor.

Não tem volta, meus amigos. O futuro chegou. De agora em diante, apertem os cintos, que vai dar um frio na barriga e será muito gratificante para os que estão trabalhando de verdade e acreditando.

Wagner Beskow

PARABÉNS AOS PRODUTORES QUE ESTÃO MANIFESTANDO ESTA POSTURA!!! O futuro lhes pertence. Sobressaltos virão, ainda, mas não arredem o pé desse eixo de ação. Esse sempre foi e segue sendo o caminho.

E se você não entendeu, desculpa. Talvez seja tarde demais. Aviso não faltou e me refiro aqui também a certas “indústrias”.

Texto de Wagner Beskow – Pesquisador, consultor e sócio administrador da Transpondo Pesquisa, Treinamento e Consultoria Agropecuária.


Aproveitamos para reproduzir a opinião de Jaqueline Paim, produtora leiteira de Ijuí, Rio Grande do Sul. Ela desabafa sobre a importância dessas normativas para o setor e espera que os produtores se adequem às normas, e possamos produzir leite de qualidade superior.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.