“Neve” atinge o campo e prejuízo é milionário, alerta

PARTILHAR

Geadas atingiram na madrugada desta terça-feira (29/6) regiões agrícolas do Paraná e Mato Grosso do Sul, causam perdas possíveis para áreas de milho.

O frio vai tomar conta do Centro-Sul do Brasil nesta semana. A passagem de um ciclone extratropical trouxe uma frente fria de origem polar. “O sistema é fraco em relação às chuvas, mas vai provocar a semana mais fria do ano”, destaca Desirée Brandt da Somar Meteorologia.

Segundo o especialista, a tendência é que o dia mais frio seja registrado na quarta-feira, dia 30, quando há previsão de geada generalizada em grande parte do Sul do Brasil. “Essa é a primeira massa de ar frio mais intensa deste ano, o que aumenta a atenção para o milho safrinha principalmente no oeste e norte do Paraná, áreas do Mato Grosso do Sul e também no Paraguai”, afirma. 

O impacto do fenômeno climático poderia ter sido mais intenso, não feito como chuvas proporcionadas em algumas regiões.

“Choveu em algumas áreas, isso aliviou um pouco como geadas amplas principalmente no norte do Paraná e algumas áreas de Mato Grosso do Sul. No entanto, o centro de alta pressão ficou em cima do Paraguai”, disse Santos.

“Geadas extremamente fortes – de forte a muito forte, não teve nem moderada no Paraguai, provavelmente dizimou”, afirmou o meteorologista, dizendo que perdas só vão ficar mais claras nos próximos dias.

Segundo ele, o sul de Mato Grosso do Sul e o oeste do Paraná também tiveram geadas. “Infelizmente as corretas se confirmaram, e amanhã (quarta-feira) o dia deve ser mais frio ainda, a massa polar está ganhando força”, comentou, observando que o risco de geadas é baixo para áreas de café, na quarta e quinta- feira (1/7).

Lavoura de milho afetada por geada (Foto: REUTERS / Lucas Jackson)

Prejuízo no campo

A entrada da primeira massa de origem polar do inverno vai derrubar as temperaturas e aumentam as preocupações para geadas em áreas de produção agrícola nos próximos dias. 

“Devido à combinação de muito frio e a presença de umidade a quarta será o dia mais frio dessa semana com risco para geadas amplas e fortes na região Sul do Brasil. Esse tempo pode afetar o milho e o café no Paraná e a cana-de-açúcar em São Paulo. Nas áreas de café de São e Minas não há risco para geadas”, afirma a meteorologista.

A segunda safra de milho do Paraná está estimada em 9,8 milhões de toneladas pelo Departamento de Economia Rural (Deral), que vê uma colheita, até o momento, com queda de cerca de 5 milhões de toneladas ante o potencial inicial, devido impacto da seca. Os números devem mudar conforme do impacto do frio para as lavouras.

O trigo é resistente ao frio quando em desenvolvimento vegetativo, mas mínimas abaixo dos -3°C afetam tecidos reprodutivos da planta. Então, em casos mais extremos e pontuais, há chance de diminuição da produtividade, mas algo que não deverá afetar a safra da Região Sul como um todo.

Fonte: Inmet

Não há previsão de chuva para a área do MATOPIBA durante a semana.

Previsão de tempo para o período entre os dias 29 de junho a 14 de julho 2021

A previsão de chuva entre os dias 29 de junho e 5 de julho de 2021 é apresentada na Figura 1. De acordo com o modelo numérico do INMET, os acumulados de chuvas deverão ser mais significativos no extremo norte do Brasil.

Na Região Norte, os acumulados de chuva podem variar entre 10 e 150 mm, com maiores acumulados no norte do Pará e no Amapá.

Na Região Nordeste, previsão de chuva para o leste da região, com acumulados entre 5 e 20 mm.

Não há previsão de chuva significativa para a Região Centro-Oeste. Os acumulados não deverão ultrapassar os 10 mm apenas no sul e leste do Mato Grosso do Sul.

Na Região Sudeste, os acumulados de chuva deverão ficar próximos aos 10 mm no sul e leste de São Paulo e no Rio de Janeiro. Não há previsão de chuva para as demais áreas.

Na Região Sul, as chuvas mais significativas serão registradas entre os dias 28 e 29/06, quando os acumulados ficaram próximos aos 30 mm em Santa Catarina e no Paraná.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com