Os Melhores da Pecuária em 2018 pela Dinheiro Rural

Os Melhores da Pecuária em 2018 pela Dinheiro Rural

PARTILHAR
dinheiro-rural-premiacao
Prêmio Melhores do Ano pela Dinheiro Rural

Confira os vencedores da Pecuária no prêmio “As Melhores da Dinheiro Rural 2018”, evento aconteceu em São Paulo, capital.

Na noite de ontem (11), aconteceu em São Paulo, no restaurante A Figueira Rubaiyat o evento AS MELHORES DA DINHEIRO RURAL 2018. O prêmio criado pela Editora Três é uma grande homenagem aos que transformaram o agronegócio brasileiro em um dos mais importantes do mundo.

A escolha das melhores empresas, cooperativas e produtores rurais é uma parceria da revista Dinheiro Rural com o Conselho Científico para a Agricultura Sustentável, Instituto Universal de Marketing em Agribusiness e o Instituto de Métricas Agropecuárias Inttegra.

O prêmio é dividido em dois eixos, contemplando As Melhores Empresas do Agronegócio e Os Destaques da Pecuária. A avaliação das empresas e das cooperativas são avaliadas por setor e em conjunto, no denominado Grandes Prêmios. Na avaliação setorial, as empresas são analisadas pela sustentabilidade financeira.

Em agronegócio direto estão aquelas que atuam dentro da cadeia produtora de alimentos e no indireto estão aquelas que atuam fora, levando em conta o antes da porteira, o depois da porteira e a atividade fim. Além disso, é escolhida a Melhor em Gestão de Cadeia Produtiva, onde são analisadas suas políticas de atuação em todos os elos.

Os Destaques da Pecuária

GENÉTICA NELORE

Eduardo Folley Coelho, da Genética Aditiva, em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul

Com sede em Campo Grande (MS), a Genética Aditiva possui um rebanho de 6,2 mil animais da raça nelore, fez os investimentos com um objetivo determinado. Coelho quer testar em confinamento o potencial da genética colocada no mercado. A ideia é testar, em confinamento próprio, a eficiência alimentar dos animais de touros e matrizes tirados de seu trabalho de seleção genética.

GENÉTICA REBANHO NACIONAL

Brangus Santa Cruz, Augusto Barbosa Caldeirão, Tapejara, no Paraná

O rebanho da Brangus Santa Cruz é de 850 animais, criado em 450 hectares. A reprodução é, majoritariamente, feita por transferência de embriões. São 120 doadoras para a produção de 800 embriões por ano para abastecer a empresa. Para o mercado vão cerca de 100 touros por ano. Nesta temporada, a média de preços está em R$ 11 mil. Mas, a expectativa de Caldeirão é dobrar esse volume.

GADO DE PRODUÇÃO

Fazenda 3R, Rubens Catenacci, Figueirão, em Mato Grosso do Sul.

CONFINAMENTO

CMA – Cia Agropecuária Monte Alegre, André Luiz Perrone dos Reis, de Barretos, São Paulo.

Na companhia, o confinamento deve encerrar 2018 com 42 mil animais engordados no sistema, volume 5% acima do ano passado. Desde 2017, a CMA também está habilitada para exportar animais vivos. Isso impulsionou o crescimento da unidade de engorda, que tem destinado até 30% do gado confinado a esse fim, cerca de 12 mil animais no ciclo passado.

MARCA DE CARNE

BBQ Secrets, de Roberto Barcellos e Luciano Pascon, em Lençóis Paulista, São Paulo.

Com foco na divulgação da marca pelas redes sociais, a empresa cresceu 400% em pouco mais de um ano. Em 2016, eram 20 toneladas de carne da BBQ Secrets comercializadas por mês; atualmente, são 75 toneladas.

FAZENDA SUSTENTÁVEL

Fazenda Boa Fé, Jonadãn Má, em Conquista, Minas Gerais

Dedicada à agricultura e ao gado leiteiro, a Agropecuária Boa Fé, em Conquista (MG), conta com 1,7 mil hectares. A propriedade cria gado leiteiro da raça girolando, referência na exportação de embriões. Atualmente, comercializa para seis países das Américas Central e Sul. Na produção de leite são dez mil litros diários, com 380 vacas em lactação.

GADO LEITEIRO

Fazenda Figueiredo, Reinaldo Figueiredo e Luiz Carlos Figueiredo, em Cristalina, Goiás

Em 2018, a produção da Figueiredo está beirando 35 mil litros diários. Com um rebanho de quase mil vacas da raça holandesa em produção, a meta é dobrar a atual ordenha, com dois mil animais produzindo 70 mil litros diários.

PRODUÇÃO DE AVES

Granja do Cedro, Marilei Schoeler Della Pasqua, de Missal, Paraná.

Com sede no município paranaense de Missal, a Cedro possui 12 aviários em operação, que hoje produzem 1,8 milhão de aves. A propriedade é a maior integrada de avicultura da Cooperativa LAR, de Medianeira (PR). O projeto avícola foi baseado nas regras do certificado Global GAP, desde o seu início, em 2005.

PRODUÇÃO DE SUÍNOS

Schoeler Suínos, Diego Schoeler, em Piraí do Sul, Paraná

O executivo faz parte da terceira geração de criadores da empresa familiar alemã, criada por Bertholdo Schoeler e Melânia Rech. Atualmente são 15 mil matrizes, distribuídas, além da sede, em granjas localizadas nos municípios paranaenses de Jaguariaíva e Arapoti, e em Erval Velho, Água Doce, Jaborá e Itapiranga, em Santa Catarina. O ano deve fechar em 330 mil suinos negociados, dos quais 280 mil são abatidos.

LEILÕES

Central Leilões, Lourenço Miguel Campo, de Araçatuba, São Paulo.

Contabilista e administrador de empresas, Campo é considerado um dos mais importantes leiloeiros do País. No ano de 1986, Campo se tornou seu sócio e em 1997 fundou a sua própria empresa, a Central Leilões, no município de Araçatuba (SP).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.