Ovos de Codornas versus Ovos de Galinhas Poedeiras

PARTILHAR

Você sabe Qual a diferença dos Ovos de Codornas para os Ovos de Galinhas Poedeiras? Confira esse artigo sobre o tema e veja as diferenças entre eles!

Stéfane Alves Sampaio¹, Fabiana Ramos dos Santos², Cibele Silva Minafra².

O ovo é uma importante fonte nutricional, sendo rico em proteínas de alto valor biológico, apresentando diversos nutrientes como os carotenóides, luteína, zeaxantina (AGUIAR et al., 2009), ácidos graxos insaturados (linoléico e oléico), minerais (zinco, ferro, magnésio, fósforo, sódio, cloro, iodo, potássio, manganês, enxofre e cobre), vitaminas (A, D, E, K e do complexo B) e gorduras (SARCINELLI et al., 2007).

O ovo de galinha poedeira consiste em aproximadamente 63% de albúmen; 27,5% de gema e 9,5% de casca. Os principais componentes presentem nos ovos são: 75% de água, 12% de proteínas, 12 % lipídeos, além dos carboidratos, minerais e vitaminas. Um ovo grande contém cerca de 74 quilocalorias, 6 g de proteínas, 4,5 g de gorduras totais e 212 mg de colesterol (MAZZUCO, 2008; NYS et al., 2011).

A gema do ovo é rica em lipídios que são encontrados principalmente na forma de lipoproteínas (RAMOS, 2008). Um ovo grande com aproximadamente 66 g cozido contém 10,6 g de gordura total e, destas 3,2 g são de gorduras saturadas e 0,373 g de colesterol. No entanto, os ácidos graxos insaturados (mono e poliinsaturados) compõe a maioria da gordura total do ovo, sendo que a gema do ovo é uma das principais fontes destes lipídios (USDA, 2012). Destes ácidos graxos monoinsaturados 93,4% são compostos por ácido oléico (o mesmo presente em azeites e abacates), no qual este ácido graxo eleva os níveis do “colesterol bom” (HDL) e diminui os níveis de “colesterol ruim” (LDL) (PIZZOLANTE, 2012).

Os ovos de galinhas apresentam coloração predominantemente branca ou marrom (WANG et al., 2013). Os três principais pigmentos que proporciona a cor da casca do ovo são quelato de zinco, protoporfirina-IX e a biliverdina (KENNEDY e VEVERS, 1976). Apesar da cor da casca não ser um indicativo de qualidade ou do valor nutricional (FLOCK et al., 2007), ela exerce influência na preferencia dos consumidores (LI et al., 2006).

Diferente do ovo de galinha poedeira o ovo de codorna possui entre 9 a 13 g, sendo seu formato ovóide, com diâmetro médio de 2,5 a 3 cm, constituído de casca, albúmen, gema, chalazas, câmara de ar e membrana da casca (MATOS, 2007). Um ovo de codorna possui cerca de 74,35% de água; 13,05% de proteínas, 11,09% de lipídios, minerais e todas as vitaminas, contendo concentração de ferro, vitamina B12, tiamina e riboflavina duas vezes maior que o ovo de galinha (OLIVEIRA e OLIVEIRA, 2013).

Os lipídios de ovos de codorna contêm cerca de 55 a 58% de ácidos graxos insaturados, concentrados na gema, sendo 14% destes constituídos de ácido graxos poliinsaturados (PUFA) (GENCHEV, 2012). Quanto ao colesterol, um ovo de codorna contém 46,58 mg de colesterol, equivalente a 10,26 mg/g de gemas (SALEM e HAJ-SAEED, 2020).

A cor da casca dos ovos é a principal característica atrativa observada pelos consumidores (LACERDA et al., 2013). Os ovos mais pigmentados têm maior poder atrativo aos consumidores, comparado com os menos pigmentados (COUTINHO, 2015). A casca do ovo de codorna apresenta diferentes graus de pigmentação. Este pode conter as cores amarelo marrom, esverdeado ou escuro, e ainda contém manchas marrons escuras ou negras em diferentes proporções (OLIVEIRA et al., 2011). Os principais pigmentos responsáveis pela diversidade de cores na casca dos ovos são a biliverdina (azul-verde) e a protoporfirina (marrom) (DUVAL et al., 2013).

Sendo assim os ovos de galinhas poedeiras apresentam menor valor calórico (143 Kcal) e teor de colesterol (356 mg) em comparação com os ovos de codornas (177 kcal e 568 mg de colesterol), porém os ovos de codornas apesentam maiores teores de proteínas, cálcio, vitamina A, ferro e fosforo (UNICAMP, 2011). Sendo ricos também em ácido ascórbico (vitamina C), presente no ovo fresco e inexistente no ovo de galinha poedeira (SANTOS, 2008).

Em relação aos elementos químicos, os ovos de codornas são mais ricos em proteínas, gorduras e minerais, como cálcio, potássio, nitrogênio, carbono, ferro, sódio, enxofre e manganês, além de fornecer vitaminas e açúcares. As proteínas dos ovos de codornas, são como nos ovos de galinhas poedeiras, sendo também considerados de alta qualidade já que são ricos em aminoácidos essenciais (VIEIRA, 1988). Portanto os dois são ricos em aminoácidos essenciais e são fonte de proteína para a alimentação humana.

1Mestranda do curso de Pós-Graduação em Zootecnia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Rio Verde. E-mail: stefanesamp@gmail.com; 2Professores no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde, Rio Verde, GO, Brasil; E-mail: fabiana.santos@ifgoiano.edu.br ; cibele.minafra@ifgoiano.edu.br.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AGUIAR, M. S.; ZAFFARI, S.; HÜBSCHER, G. H. O ovo e sua contribuição na saúde humana. Revista Saúde e Ambiente. v. 10, n. 1, p. 47-55, 2009.

COUTINHO, Z. S. Qualidade de ovos de codornas comercializados in natura na cidade de Pelotas e o efeito da pigmentação da casca sobre o tempo de armazenamento. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Zootecnia). Universidade Federal de Pelotas, 2015.

DUVAL, C.; CASSEY, P.; MIKŠÍK, I.; REYNOLDS, S. J.; SPENCER, K. A. Condition-dependent strategies of eggshell pigmentation: an experimental study of Japanese quail (Coturnix coturnix japonica). Journal of Experimental Biology, v. 216, n. 4, p. 700-708, 2013.

FLOCK, D. K.; SCHMUTZ, M.; PREISINGER, R. Optimierung der Eiqualität aus züchterischer Sicht. Züchtungskunde, v. 79, n. 4, p. 309-319, 2007.

GENCHEV, A. Quality and composition of Japanese quail eggs (Coturnix japonica). Trakia Journal of Sciences, v. 10, n. 2, p. 91-101, 2012.

KENEDDY, G. Y.; VEVERS, H. G. Eggshell pigments of the Araucano fowl. Comparative Biochemistry and Physiology, v. 55, n. 1, p. 117-123, 1976.

LACERDA, M. J. R.; ANDRADE, M. A.; SANTOS, F. R. M.; MENDES, F. R.; LEITE, P. R. S. C.; LIMA, H. J. D. Qualidade microbiológica de ovos comerciais. Revista Eletrônica Nutritime, v. 10, n. 6, p. 2925-2961, 2013.

LI, X. Y.; XU, G. Y.; HOU, Z. C.; ZHAO, R.; YANG, N. Variation of eggshell colour in different egg-type chickens. Archiv Fur Geflugelkunde, v. 70, n. 6, p. 278-282, 2006. v. 70, n. 6, p. 278-282, 2006.

MATOS, E. H. S. F. Dossiê Técnico – Criação de Codornas. Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília – CDT/UnB. 2007.

MAZZUCO, H. Ovo: alimento funcional, perfeito à saúde. Revista Avicultura Industrial, v. 2, p. 12-16, 2008.

NYS, Y.; BAIN, M.; IMMERSEEL, F.V. Egg chemistry, production, and consumption. In: Improving the safety and quality of eggs and egg products. Cambridge: Woodhead Publishing Limited, p.64-65. 2011.

OLIVEIRA, B. L.; OLIVEIRA, D. D. Qualidade e tecnologia de ovos. Lavras: Editora UFLA (Universidade Federal de Lavras), p. 223, 2013.

OLIVEIRA, E. N. A.; SANTOS, D. C.; MOTA, J. K. M.; MARTINS, J. N.; DANTAS, R. T. Colorimetria em ovos de codornas japonesa e americana. Tecnol. & Ciên. Agropec., João Pessoa, v.5, n.3, p.39-42, set. 2011.

PIZZOLANTE, C. C. O ovo e o mito do colesterol. Pesquisa & Tecnologia, v. 9, n. 1, 2012.

RAMOS, B. F. S. Gema de ovo composição em aminas biogénicas e influência da gema na fração volátil de creme de pasteleiro. 2008. 111f. Dissertação (Mestrado em Controle de qualidade) – Faculdade de farmácia, Universidade do Porto, Porto. 2008.

SALEM, N. A.; HAJ-SAEED, B. A. Evaluation of the External and Internal Quality Characteristics of Quail Eggs Produced in Benghazi. International Journal of Current Microbiology and Applied Sciences, n.9, v.6, p.750-758, 2020.

SANTOS, D. O. Propriedades funcionais de proteínas da clara do ovo de codornas. 2008. 93F. Dissertação (Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Viçosa; Universidade Federal de Viçosa, 2008.

SARCINELLI, M. F.; VENTURINI, K. S.; SILVA, L. C. Características dos ovos. Universidade Federal do Espírito Santo – UFES; Pró-reitoria de Extensão – Programa Institucional de Extensão. Boletim Técnico – PIE-UFES: 00707. Editado: 20/08/2007. Disponível em: http://www.agais.com/telomc/b00707_caracteristicas_ovos.pdf .

TABELA BRASILEIRA DE COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS / NEPA – UNICAMP. – 4. ed. rev. e ampl. – Campinas: NEPA- UNICAMP, 2011. Disponível em: <https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/03/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf> . Acesso em: 02 Fev. 2022.

USDA. DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA DOS ESTADOS UNIDOS. National Nutrient Database for Standard Reference, release 25 – food group 1: Dairy and Egg Products. 2012. Disponível em:<http://www.ars.usda.gov/SP2UserFiles/Place/12354500/Data/SR25/reports/sr25fg01.pdf>. Acesso em: 01 fev. 2022.

VIEIRA, M. I. Codorna doméstica: muito ovo, ótima carne, bastante luro. São Paulo: Editora Nobel, 110 p. 1988.

WANG, Z.; QU, L.; YAO, J.; YANG, X.; LI, G.; ZHANG, Y.; WU, C. An EAV-HP insertion in 5′ flanking region of SLCO1B3 causes blue eggshell in the chicken. PLoS genetics, v. 9, n. 1, p. e1003183, 2013.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com