Polícia mata dois suspeitos de abigeato

Polícia mata dois suspeitos de abigeato

PARTILHAR
abate-clandestino
Foto Divulgação

Agentes e policiais militares estavam em residência que seria usada por abigeatários, quando houve troca de tiros e dois suspeitos de abigeato foram mortos.

Dois suspeitos de envolvimento em casos de abigeatos (furto de animais) morreram em uma troca de tiros com a Brigada Militar e a Polícia Civil em Três Coroas, no Vale do Paranhana. O caso aconteceu no início da madrugada deste sábado (16). 

Segundo o delegado Ivanir Caliari, de Três Coroas, a polícia vinha investigando a utilização de uma residência, na localidade de Figueira, às margens da RS-020, como ponto de fracionamento da carne de animais abatidos em casos de abigeato na região. Um Gol e um Uno teriam sido vistos no local recentemente. 

— Vínhamos recebendo informações sobre movimentação fora no normal nessa casa em dias de chuva. Nossa suspeita era que os animais furtados em propriedades de São Francisco de Paula  estavam sendo levados até essa localidade para fracionamento, e depois encaminhados para a venda em açougues — explica. 

material aprendido pela policia
Materiais apreendidos em residência na localidade de Figueira na madrugada deste sábado (16) Polícia Civil / Divulgação

Conforme o delegado, já tinham sido feitas buscas em dias anteriores, mas nada havia sido localizado. Por volta da 1h deste sábado, no entanto, dois policiais civis e dois militares averiguavam a casa, quando um Uno, com dois suspeitos dentro, teria se aproximado. 

— Os policiais estavam verificando os arredores, quando esse veículo entrou na trilha que dá acesso a essa casa. Os policiais abordaram o carro e se identificaram, pediram para que saíssem do veículo. Então passaram a receber tiros — relata Caliari. 

Ainda de acordo com o delegado, os policiais teriam revidado, atirando na direção do Uno. Um dos homens teria saído do veículo com uma carabina de calibre 22. A dupla, de 27 e 45 anos, foi alvejada pelos disparos e morreu. Nenhum dos policiais ficou ferido na ação. A polícia não divulgou o nome dos dois mortos. 

Dentro do Uno, que tinha o banco traseiro removido, os policiais aprenderam um boi que havia sido abatido. A suspeita é que o animal tenha sido furtado de uma propriedade. A polícia tenta identificar o proprietário. 

Leia também:

— Um dos mortos tinha antecedentes por rouboestelionato, furto de gado e porte ilegal de arma de fogo. O outro também tinha por porte ilegal de arma. Os dois eram moradores da região — afirmou o policial. 

Na residência foram apreendidas serras, cordas, ganchos e outros utensílios, que seriam usados para o fracionamento da carne. A polícia tenta identificar para quais estabelecimentos seria destinada a carne obtida com os abates. 

Fonte: Gaucha ZH

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com