Polícia “mata” operação que roubou 700 cabeças de gado

Polícia “mata” operação que roubou 700 cabeças de gado

PARTILHAR

Furtos teriam ocorrido em uma fazenda em Araguanã, no norte do estado. Suspeita é de que gerente se aproveitava que os donos da fazenda não iam ao local com frequência.

O gerente de uma fazenda em Araguanã, no norte do estado, foi preso pela Polícia Civil suspeito de furtar cerca de 700 cabeças de gado da propriedade rural onde trabalhava. O mandado de prisão preventiva contra o homem de 42 anos foi cumprido em Araguaína, nesta quinta-feira (23), pela Delegacia de Repressão a Roubos.

De acordo com a polícia, a suspeita é de que o homem se aproveitava que os proprietários não iam à fazenda com muita frequência e furtava os animais aos poucos. Parte do gado chegou a ser recuperado em um assentamento da região e foi devolvido ao dono da fazenda.

O suspeito foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína e as investigações continuam para descobrir se mais alguém participou do furto dos animais.

Polícia Civil prende quatro receptadores de gado roubado em Ituiutaba

Um trabalho em conjunto entre a Polícia Civil de Minas Gerais e de Goiás possibilitou a recuperação de 33 cabeças de gado que tinham sido roubadas em Itumbiara, Goiás, no último dia 12.

As investigações que levaram à descoberta do local onde o gado estava escondido começaram com a procura pelos autores de tentativa de latrocínio na Zona Rural de Itumbiara, em Goiás, conduzidas pela polícia goiana, que pediu a ajuda à polícia mineira.

Presos eram procurados por tentativa de latrocínio na zona rural de Itumbiara, em Goiás. Operação resultou na recuperação de 33 cabeças de gado

Em decorrência das investigações, os detetives prenderam quatro homens, receptadores de parte da carga roubada, que tinham mandado de prisão decretado por tentativa de latrocínio.

A partir dessa prisão, os policiais chegaram à apreensão das cabeças de gado na região de Campo Alegre, distrito de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. O trabalho dos policiais, agora, é para encontrar o restante do gado roubado, calculado em mais de 20 cabeças. Os receptadores foram levados para a Delegacia de Ituiutaba, onde foram efetuadas as prisões.

Fonte: Estado de Minas e G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com