Preço da arroba não caiu, veja as cotações

Preço da arroba não caiu, veja as cotações

PARTILHAR
Foto: Lorran Lima/Idaf

Segundo a consultoria Safras, alguns frigoríficos tentaram ofertar preços mais baixos para as boiadas, o que atrapalhou o fluxo de negócios no dia.

As referências para o mercado físico do boi gordo seguem sustentadas pela a demanda de aquecida das exportações e da baixa disponibilidade de animais terminados. A tendência é que a arroba permaneça estável até o final do mês, tendo em vista que nos últimos dias as regiões Norte e Centro-Oeste receberam chuvas e melhoraram a qualidade das pastagens.

No município de Altinópolis/SP, o valor negociado para a arroba do boi china foi de R$ 200,00/, à vista com data para o abate em 02 de junho. Já em Cafelândia/SP, os participantes do aplicativo da AgroBrazil informaram o valor negociado no boi china foi de R$ 195,00/@, à prazo com trinta dias para pagar e com data do abate programada em 25 de maio.

Em Barras do Bugres/MT, a arroba para o boi comum foi comercializada a R$ 180,00, à prazo com trinta dias para pagar e com data para o abate em 22 de maio. Na localidade de Mineiros/GO, os pecuaristas negociaram o boi gordo com destino ao mercado interno por R$ 180,00/@, à prazo com trinta para pagar e com data para o abate em 21 de maio.

O analista Fernando Henrique Iglesias afirma que os frigoríficos seguem operando com escalas de abate apertadas, por opção própria, diante das incertezas em relação à demanda de carne bovina com as políticas de distanciamento social vigentes em grandes centros consumidores.

“Alguns frigoríficos tentaram pressionar os pecuaristas por preços mais baixos para as boiadas, o que atrapalhou o fluxo de negócios no dia. Enquanto isso, os animais que cumprem os requisitos para exportação à China garantem ágio de até R$ 10,00 por arroba em relação ao boi comum”, diz.

Na capital de São Paulo, os preços do mercado à vista ficaram em R$ 194 a arroba, estáveis. Em Uberaba (MG), passaram de R$ 184 para R$ 185 a arroba. Em Dourados (MS), foram de R$ 176 para R$ 177,00 a arroba. Em Goiânia (GO), o preço indicado foi de R$ 180 a arroba, inalterado. Já em Cuiabá (MT), passou de R$ 172 para R$ 171 a arroba.

Mercado Futuro

Nesta quinta-feira (14), os contratos futuros para o boi gordo encerraram a sessão com valorizações nos principais contratos negociados na Bolsa Brasileira (B3). Os primeiros vencimentos registraram alta de 0,25% a 1,02%.

O Maio/20 terminou o dia cotado a R$ 200,80/@ com uma valorização de 0,96%, enquanto, o junho/20 finalizou o pregão precificado a R$ 197,00/@ com um ganho de 0,92%

O Julho/20 registrou um avanço de 0,25% e terminou cotado a R$ 197,50/@ e o Outubro/20 teve uma valorização de 0,88% e foi negociado a R$ 199,50/@.

Atacado

No mercado atacadista, os preços da carne bovina ficaram estáveis. Conforme Iglesias, o escoamento da carne, principalmente os cortes nobres, ainda ocorre demasiadamente lento, enquanto as exportações para a China vão garantindo a rentabilidade e um alivio.

O corte traseiro teve preço de R$ 13,35 o quilo. A ponta de agulha ficou em R$ 10,70 o quilo. Já o corte dianteiro seguiu em R$ 11,30 o quilo.

Compre Rural com informações da Agrobrazil, Notícias Agrícolas e Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com