Produção de bezerros no Brasil está crescendo, veja!

Produção de bezerros no Brasil está crescendo, veja!

PARTILHAR
Foto Divulgação.

O mundo já produziu quase 300 milhões de bezerros. Mas afinal, quem é o maior produtor e onde está o Brasil nesse cenário? Veja a produção de bezerros no mundo!

A forte tendência de alta nos preços da reposição é resultado da escassez de oferta de bezerros e bezerras, cenário observado ao longo deste ano e resultado do aumento do abate de fêmeas em anos anteriores. A retenção de fêmeas, estimulada pelas cotações da reposição em alta, colabora com esse movimento de preços.

A produção mundial de bezerros deverá crescer em 2020. Segundo estimativas do USDA1, serão produzidas 293,26 milhões de cabeças. Crescimento de 3,40% de 2016 a julho de 2020.

O maior crescimento da produção de bezerros é no Brasil

O Brasil é o segundo colocado na produção mundial de bezerros, ficando atrás apenas da Índia, que possui o maior rebanho de bovinos do mundo. Mas dentre os principais produtores, o Brasil apresenta o maior crescimento na produção nos últimos quatro anos e sete meses (+6,74%).

Tabela 1. Produção mundial de bezerros no período de 2016 a 2020, em milhões de cabeças.

Considerando os cinco maiores produtores, a UE é a única cuja produção caiu, em 5,32%, considerando o mesmo período.

A China é mais eficiente

Comparando a China com o Brasil, a eficiência chinesa está maior. Com menos da metade do rebanho brasileiro produzem apenas 3% menos bezerros. Isso se deve principalmente ao perfil dos produtores chineses. Em média, a densidade populacional na área rural chinesa é doze vezes maior que no Brasil. As propriedades menores e mais distribuídas têm como consequência uma produção mais intensiva, com maior atenção aos índices zootécnicos, justificando o excelente resultado.

Gráfico 1. Participação por país na produção mundial de bezerros

Concentração da produção

Os três maiores produtores correspondem a 58,62% da produção mundial. O Brasil, com o segundo maior rebanho, tem potencial para alavancar a produção utilizando tecnologia para melhorar os índices zootécnicos.

A produção de bezerros deverá crescer em 2021

Comparando o segundo trimestre de 2019 com o mesmo período de 2020, temos uma queda de 17,23% nos abates de fêmeas. Nos levantamentos feitos pela Scot Consultoria, é possível observar que a demanda por fêmeas que entrarão na próxima estação de monta está aquecida, devido principalmente à grande valorização do bezerro/bezerra.

Sendo assim, em 2021 poderemos ter mais um ano de crescimento na produção nacional de bezerros. O mercado deve continuar firme para os bovinos dessas categorias no ano que vem, retrato de um ciclo de preços pecuários em alta.

Preço do Bezerro no Brasil

Em São Paulo, a forte tendência de alta nos preços da reposição é resultado da escassez de oferta de animais jovens. No Estado, relata a IHS Markit, os leilões registrados obtiveram liquidez regular de negócios ao longo desta semana.

Segundo as informações coletadas no aplicativo da Agrobrazil, em Rio Verde de Mato Grosso/MS, o valor negociado no animal de 220 kg, atingiu o patamar de R$ 2450 por cabeça e com pagamento à vista. Já em Marília/SP, o preço informado foi de R$ 2150 por cabeça para animais com 200 kg de peso vivo.

Compre Rural com informações da Scot Consultoria e Agrobrazil

Bibliografia
USDA – Departamento de Agricultura dos Estados Unidos
IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
WAQUIL, P, D. A agricultura na China: transformações setoriais e as relações comerciais com o Brasil. Revista Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, n.50, p.6-25, 2018.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com