Produtores rurais de todo o país vão a Brasília, e você?

PARTILHAR

Produtores rurais articulam marcha a Brasília em apoio a Bolsonaro; Movimento Brasil Verde e Amarelo convoca ato em apoio ao governo Bolsonaro. Confira abaixo!



O Movimento Brasil Verde e Amarelo, formado por sindicatos e associais rurais, divulgou nota, convocando uma manifestação em defesa da pátria, da democracia, da família e da liberdade e em apoio ao governo Bolsonaro. A convocação é para que os produtores, respeitando as normas sanitárias de prevenção ao coronavírus, promovam carreatas e tratoraços em 15 de maio.

Produtores rurais simpáticos ao governo Bolsonaro estão se mobilizando para promover uma marcha a Brasília no próximo dia 15 de maio e atos nas principais regiões agrícolas do país. Organizada pelo Movimento Brasil Verde e Amarelo, a manifestação visa reafirmar o apoio ao presidente Jair Bolsonaro e defender “a democracia e a liberdade do povo brasileiro”.

O movimento é apoiado por lideranças de setores como os de café, milho, soja e pecuária e sindicatos rurais. No Norte do país, produtores já arrecadaram mais de R$ 50 mil para instalar outdoors nos municípios em apoio a Bolsonaro. Há, inclusive, a proposta de montar um acampamento de agricultores em Brasília para apoiar o governo.

O ato Abril Verde e Amarelo, o Agro em defesa do Brasil também será em repúdio às restrições de locomoção determinadas por governadores e prefeitos como estratégia de enfrentamento à pandemia e a decisões do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os participantes do Movimento Brasil Verde e Amarelo também são críticos do Supremo Tribunal Federal (STF), especialmente da recente decisão que anulou condenações do ex-presidente Lula, e veem a CPI da Covid como uma tentativa de desestabilizar o governo Bolsonaro.

“Nesta toada espera e confia o Movimento Brasil Verde e Amarelo que seja restabelecido no país a paz social e a almejada estabilidade, com a manutenção da ordem democrática, para que superemos, juntos, os efeitos deletérios da pandemia, da impunidade, da corrupção e das constantes e inconstitucionais violações ao estado de direito”, diz a nota

Abaixo, a nota pública do Movimento Brasil Verde e Amarelo:

“O Movimento Brasil Verde e Amarelo, idealizador do ato Abril Verde e Amarelo, o Agro em defesa do Brasil e as centenas de Sindicatos Rurais e Associações de Classe que o integram, representando os mais sinceros e justos sentimento das bases produtoras do País, vem à público, neste grave momento por que passa a República, manifestar:

1 – O seu total APOIO ao Presidente Jair Bolsonaro e as políticas de Governo que tem conduzido, notadamente as reformas, com a finalidade de restabelecer a ordem e o progresso da Nação;

2 – O REPÚDIO veemente tanto às decisões tomadas por Governadores e Prefeitos contra as liberdades e garantias individuais, em repressão desmedida e ilegítima ao direito de ir e vir e trabalhar dos brasileiros, quanto as decisões tomadas por Ministros do Supremo Tribunal Federal, monocraticamente e pelas turmas, que anulam os esforços da operação lava-jato, inocentam notórios transgressores da lei e prendem pessoas por crimes de opinião, o que causa insegurança e instabilidade jurídica aos que querem trabalhar e produzir nesse País;

3 – O seu apelo por uma grande MOBILIZAÇÃO nacional, em caráter permanente, a fim de que todos os produtores rurais do Brasil permaneçam em estado de alerta e deem início, em suas bases, no dia 21 de Abril, feriado nacional, respeitando as regras sanitárias de combate à pandemia, a uma grande MANIFESTAÇÃO, um ato cívico que será denominado de  *”ABRIL VERDE E AMARELO* preferencialmente com carreatas e tratoraços, em defesa da PÁTRIA, da DEMOCRACIA, da FAMÍLIA e da LIBERDADE, manifestações que devem se repetir ao longo do ano e sucessivamente até que o SENADO FEDERAL assuma a responsabilidade que lhe foi conferida pelo art. 52 da Constituição e vote, imediatamente, seguindo os preceitos legais, os vários pedidos de IMPEACHMENT CONTRA OS MINISTROS DO STF que aguardam conclusão;

Nesta toada espera e confia o Movimento Brasil Verde e Amarelo que seja restabelecido no País a paz social e a almejada estabilidade, com a manutenção da ordem democrática, para que superemos, juntos, os efeitos deletérios da pandemia, da impunidade, da corrupção e das constantes e inconstitucionais violações ao estado de direito.

Brasília, 24 de março de 2021.”

Ilson José Redivo e Márcio Bonesi – Presidente do Sind. Rural Sinop-MT e Presidente da Aprosoja/PR

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.