Programa pagará mais por carcaça de qualidade

Programa pagará mais por carcaça de qualidade

PARTILHAR
Canchim em Confinamento Comercial
Canchim em Confinamento Comercial / Foto: Divulgação

Frigorífico Minerva e Phibro firmam parceria visando acabamento de gordura, peso, sabor e também regularidade na oferta de gado

O Programa de Eficiência de Carcaça (PEC) da Minerva em parceria com a Phibro e a Apta-Colina, foi lançado nesta terça-feira, 27, com a promessa de remunerar melhor o pecuarista por animais commodity. Segundo Luis Ricardo Luz, diretor de operações da Minerva Foods, o boi produzido no Brasil já é bom, mas pode ser melhor, e foi com esse olhar que a empresa decidiu criar o PEC. O objetivo do programa é estimular a produção de animais dentro de um padrão que atenda aos diferentes mercados consumidores dos produtos da companhia, e também beneficiar o pecuarista com um ajuste na política de preços vigente.

Considerando a gama de clientes da Minerva, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, um padrão commodity ideal hoje, para a empresa, precisa respeitar certos limites de idade, peso de carcaça, pH da carne e acabamento de gordura (veja abaixo as especificações), e cada um desses itens terá um peso e, portanto, uma pontuação.

O modelo vale para o piloto do programa, que irá rodar de 1° de março a 31 de agosto nas plantas de Palmeiras de Goiás, GO, e Araguaína, TO, e dará prêmios de reconhecimento para os participantes mais bem pontuados. “Num primeiro momento não haverá bonificação [sobre a @] porque queremos avaliar o que esses animais entregam de valor para, aí sim, termos ferramentas para mudar nossa política de precificação e remuneração do produtor”, explicou Fabiano Tito Rosa, gerente de compra de gado da Minerva Foods.

Leia também:

Para Luciano de Andrade, especialista de nicho da empresa, o PEC vem para fazer um raio-X do mercado do boi e da vaca commodity e para, na sequência, definir prêmios compatíveis com a realidade da indústria e do produtor. “Existe uma diferença entre o animal abatido com 24 meses e aquele que é abatido com três anos, e quando o produtor não é reconhecido por entregar um produto de melhor qualidade ele se sente desvalorizado. Mas, hoje, na indústria, não conseguimos ter essa informação lote a lote, e com o PEC vamos conseguir”, afirma. A ideia é identificar que mercados puderam ser atendidos com um animal e outro, em função da idade e dos outros critérios, e pagar ao produtor por essa diferenciação. “Isso gera um efeito em cadeia porque aquele produtor que não recebe a bonificação vai querer se aproximar da realidade do vizinho que recebe, e todos ganhamos com essa padronização”, diz, “incluindo o consumidor”.

A fim de auxiliar o produtor nesse caminho, a Minerva planeja fazer uma comunicação transparente dos resultados das avaliações e visitar as fazendas para levar conhecimento técnico. Nessa etapa, tanto a Phibro como a Apta-Colina terão participação importante.

A adesão voluntária ao PEC já está aberta e pode ser feita pela página do Programa de Eficiência de Carcaça no site da companhia. Para acessá-la, clique aqui.

O boi 777 na ótica da cria, como garantir o sucesso?

Fonte: Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com