Quadrilha tenta furtar mil cabeças, teve morte e prisão!

Quadrilha tenta furtar mil cabeças, teve morte e prisão!

PARTILHAR

Quadrilha tenta furtar mil cabeças de gado avaliadas em R$ 1 milhão em MS e sete são presos; Segundo a polícia, os animais seriam levados para a região do Pantanal e remarcados.

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (30) mais um suspeito de envolvimento na tentativa de furtar 1 mil cabeças de gado avaliadas em R$ 1 milhão, de uma fazenda em Rio Verde de Mato Grosso, a 208 km de Campo Grande, no dia 26 de abril.

Outras cinco pessoas já foram detidas desde o dia do crime, entre eles, pai e filho, apontados como chefes do grupo. Todos se defendem alegando que estavam no local apenas para fazer o transporte dos animais, com consentimento do dono da propriedade.

Teve prisão de pessoas, animais mortos e uma grande operação realizada pelos heróis de farda que impediram um prejuízo milionário!

De acordo com a polícia, o crime não deu certo porque vizinhos da propriedade viram uma movimentação estranha e denunciaram. Quando os criminosos avistaram os policias chegando, eles liberaram o gado e tentaram fugir, mas foram presos.

O grupo deixou para trás 3 animais mortos e uma vaca carneada. O delegado responsável pelo caso, Gabriel Cardoso, afirmou que o gado seria transportado para a região do Pantanal.

“Foram realizadas 7 diligencias pela região com a ajuda do setor de inteligência, com o apoio do Guarras. Eles iam levar a boiada para dentro do Pantanal e depois de diversas formas, iam remarcar os animais e vender em leilões”, disse o delegado.

A Polícia segue com as investigações e busca três pessoas que seriam os mentores do crime.

Quatro homens são presos por roubo de gado em Piracanjuba

Quatro homens foram presos, nesta quinta-feira (23), por suspeita de roubar 58 cabeças de gado em Piracanjuba, a cerca de 90 quilômetros de Goiânia. De acordo com a Batalhão Rural da Polícia Militar, a prisão ocorreu 24 horas após os suspeitos praticarem o crime em uma fazenda da cidade.

De acordo com a corporação, após terem conhecimento do roubo, os policiais iniciaram diligências e conseguiram detalhes sobre um dos caminhões que foram usados no crime. Logo após, descobriram a localização da fazenda onde a carga foi entregue, no município de Cromínia, a 51 quilômetros de Piracanjuba.

Durante buscas, um dos suspeitos foi abordado em um esconderijo dentro da fazenda utilizada para abrigar os animais. No mesmo local, mais três pessoas foram encontradas e presas. Em depoimento aos policiais, os suspeitos alegaram que os gados seriam vendidos separadamente para açougues que fazem abates clandestinos.

O gado roubado está avaliado em R$ 150 mil. Os quatro suspeitos, de acordo com a corporação, já possuem passagens criminais por furtos e receptação. Eles foram encaminhados à Delegacia de Polícia da cidade de Piracanjuba. O grupo foi autuado, mais uma vez, por furto e receptação.

Compre Rural com informações do G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com