Raça Chianina produz boi de 1.700 kg, veja a carcaça; vídeo

PARTILHAR
Foto Divulgação

Considerada a maior raça do mundo, os touros Chianina adultos tem altura entre 160 a 180 cm, e às vezes mais; O peso dos gigantes pode atingir 1.700 kg, veja!

A raça Chianina originou-se no Vale de Chiana, localizado nas províncias de Siena e Arezzo, na Itália. Acredita-se que esta raça seja resultado da cruza entre Bos primigenius e Bos brachyceros. Sempre foi utilizada no trabalho, sendo que na Roma antiga, era utilizada para conduzir luxuosas carruagens em dias de festa.

Com seu tamanho admirável, a Chianina é uma raça de gado muito criada na Europa, e é conhecida mundialmente pelo seu grande porte. Além disso, a chegada desse bovino no Brasil propiciou o seu cruzamento com outras raças, permitindo a produção de animais cada vez maiores.

A raça também é conhecida por alguns outros nomes como Chianina della Valdichiana, Chianina del Valdarno, Calvana e Perugina . A famosa bistecca alla fiorentina é produzida a partir da carne do gado Chianina.

Eles também são a raça de gado mais alta e mais pesada. Sua pelagem é geralmente branca com um leve sombreado cinza ao redor dos olhos e nas partes anteriores é tolerado. Tanto os touros como as vacas têm chifres e pele, pontas e mucosa com pigmentação preta. Sua pele, cascos, switch, focinho, aberturas naturais e pontas dos chifres são pretos.

Seus chifres são curtos, curvados para a frente e geralmente pretos nos animais mais jovens, mas tornam-se mais claros gradualmente. As características físicas mais marcantes do gado Chianina são sua musculatura extensa e bem definida.

Eles têm ombros, costas e quartos traseiros especialmente bem formados. Eles têm pernas mais longas do que a maioria das outras raças de gado. Seu rosto é longo e reto. Comparados ao grande tamanho do corpo, os úberes das vacas são pequenos e não são notados pela produção de leite.

Principais características do gado Chianina

A Chianina se trata de uma raça de gado muito grande, sendo essa sua característica mais notável e particular, juntamente com sua musculatura pesada, robusta e bem desenvolvida. Confira a seguir um pouco mais sobre as características físicas desse bovino.

Porte

Hoje, a Chianina é uma das maiores raças bovinas do mundo, tanto em tamanho quanto em peso. Dessa forma, os machos podem chegar a 1,80 m de altura e pesar até 1700 kg, tendo média de ganho de peso diário de 1,7 kg, podendo chegar a 2 kg por dia. É comum, inclusive, haver touros com 1 ano de idade pesando mais de 400 kg. Já as vacas pesam entre 750 e 900 kg.

Pelagem

Esse gado apresenta cor branca porcelana, com tonalidades cinza clara nos machos, principalmente na região anterior do corpo. Além disso, seus pelos são finos, curtos e sedosos, com pigmentação mais escura nas extremidades, enquanto a pele é fina, flexível, solta e de cor preta.

Cabeça e pescoço

A cabeça da raça é pequena e leve, com perfil reto. Enquanto isso, suas orelhas são pequenas, os olhos vivos, as narinas abertas e os chifres são curtos saindo para fora e curvando-se para frente e para cima. Em relação ao pescoço, é curto e musculoso nos machos, com comprimento médio nas fêmeas. Já a barbela é discretamente desenvolvida, indo do queixo ao osso esterno.

Corpo

Por fim, o tronco desse bovino é cilíndrico, profundo, longo e muito musculoso. Além disso, as costelas são longas, arqueadas e afastadas entre si; a giba é pequena e localiza-se na cernelha; a garupa é larga; a cauda é bem inserida, com a vassoura de cor preta; os cascos são pretos e resistentes; o umbigo é curto e o úbere é bem desenvolvido e uniformemente distribuído.

Produção do Brasil

Em 1956, foram importados 8 exemplares do bovino Chianina para o estado de São Paulo, sendo 2 machos e 6 fêmeas. Dessa forma, foi iniciada a sua introdução em território nacional. Nessa época, os criadores perceberam que se tratava de uma raça com excelente capacidade de produção de carne.

Desde então, graças à boa adaptação da raça ao clima brasileiro, houve alta fertilidade e longevidade, bem como ganho de peso e crescimento superior ao se comparar com outras raças, sua criação se espalhou pelo sudeste e nordeste do país — com mais de 200 machos e 722 fêmeas importados até a década de 1980.

Carcaça de um animal da raça Chianina que pesou cerca de 1.700 kg.

Seleção da raça

A partir de 1931 os criadores começaram a favorecer a seleção de animais mais adequados para a produção de carne, com membros mais curtos, corpos mais longos e garupa e coxas mais musculosas; recentemente, a seleção é baseada também em fatores como taxa de crescimento, rendimento de carne e, nas vacas, capacidade materna.

Recordes estabelecidos

Em 2010, o boi Bellino, da raça chianina, estampou uma das páginas do Guinness World Records ao exibir uma impressionante altura de 2,03 metros e 1,7 mil quilos, algo que lhe rendeu o título de maior novilho do mundo. E, apesar de seu dono, Massimo Donin, ter afirmado que o bovino iria perder o topo do pódio a qualquer momento, nenhum outro animal foi capaz de desbancá-lo ainda.

Saiba mais sobre a Associação Brasileira de Criadores de Chianina

Associação Brasileira de Criadores de Chianina é uma organização que une os criadores da raça Chianina no Brasil. Ela está localizada na cidade de São Paulo.

Essa entidade é muito importante para a valorização da Chianina em território nacional, já que trata-se de uma raça que possui mais popularidade na Europa. Com isso, a associação é responsável pela proteção, preservação e divulgação da importância desse gado, assim como pela visibilidade dos criadores desses animais no Brasil.

O grandíssimo porte com rápido ganho de peso é a característica mais marcante da raça Chianina. Além disso, a grande longevidade, a excelente precocidade, o rendimento de carcaça, a alta fertilidade e a facilidade no parto fazem com que essa raça de gado seja muito requisitada entre criadores da Europa, e cada vez mais em território nacional.Seu uso para cruzamentos com zebus e para a produção de carne estão sendo muito valorizados pelos criadores, podendo ser uma ótima opção de bovino para sua propriedade. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com