Recorde: 543 ha plantados em 24 horas

Recorde: 543 ha plantados em 24 horas

PARTILHAR
recorde de plantio algodão
Área plantada de algodão que resultou no recorde equivale a mais de 500 campos de futebol (Foto: Ernesto de Souza/ Ed. Globo)

Fazenda de luís Eduardo Magalhães (BA) foi local escolhido para o feito, área superou o recorde anterior que era de 503 hectares. Veja matéria completa!

O Brasil bateu o recorde mundial, no dia 29 de novembro passado, ao plantar 543 hectares de algodão no período de apenas 24h, uma área equivalente a mais de 500 campos de futebol e pertence à Fazenda SLC Palmares, em Luís Eduardo Magalhães (BA). Até então, a detentora do recorde era a Hungria, com 503 hectares plantados no mesmo período.

Diferentemente da maioria dos recordes batidos ano a ano, quando os desafiantes fazem determinada atividade somente com a finalidade de conquistar o primeiro lugar, o plantio recordista foi quase sem querer, de acordo com informações da John Deere. 

A companhia testava o conjunto de lançamentos conectados ao Centro de Operações da empresa para mensurar a qualidade do plantio e a quantidade de área. Ao final do teste, pelo bom desempenho das máquinas, decidiu-se descobrir qual era o recorde de plantio em 24h o que, posteriormente, levou a companhia juntar-se à SLC Agrícola e à Agrosul, concessionária da marca na cidade, para ultrapassar a Hungria.

A avaliação dos 543 hectares foi feita em 40 pontos e envolveu a análise da profundidade da semente no solo e distância entre as sementes.

Segundo a empresa, entre os desafios superados para bater o recorde estava o terreno argiloso da propriedade, que encontrava-se irregular e revolvido, e a forte chuva que atingiu a região antes e durante o processo, o que deixou o solo barroso. A fabricante garante que a utilização do seu maquinário foi fundamental para a operação.

Para auditar o feito, a Fundação MT foi chamada e acompanhou todo o processo. A avaliação dos 543 hectares foi feita em 40 pontos e envolveu a análise da profundidade da semente no solo e distância entre as sementes.

Segundo a entidade, foi encontrada a mesma profundidade de semeadura entre as duas semeadoras utilizadas e, cinco dias após o plantio, o crescimento das plantas de algodão foi superior em relação ao sistema convencional. Doze dias após o plantio, a população de plantas estava no padrão desejado pelo cliente da fazenda.

Fonte: Globo Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com