Reposição está valendo mais que ouro, arroba chega a R$ 261

Reposição está valendo mais que ouro, arroba chega a R$ 261

PARTILHAR
Foto: Fazenda Santa Nice

É tempo de euforia no setor de cria; Como o mercado reage ao aumento de 20% no preço do bezerro, que ocorre desde outubro de 2019. Valore de até R$ 261/@ já foram registrados!

O retorno do movimento altista no mercado do boi gordo, aliado ao processo de recuperação das primeiras pastagens neste período de safra, gerou uma onda de otimismo aos criadores de bezerro, garrote, entre outras categorias da reposição.

Segundo informações do Agrobrazil, aplicativo que é parceiro do Compre Rural, o mercado está aquecido e deve subir ainda mais, é preciso que o produtor invernista fique atento aos custos da reposição. Negócios em Cardoso/SP, foram registrados no app e o bezerro Nelore saiu por R$ 2000/cab, com prazo de 4 dias para pagamento. Já no Mato-Grosso do Sul, a arroba do bezerro chegou a R$ 261,00, pagamento a vista, lembrando que esses animais são da raça Angus.

Os produtores que trabalham com a venda de animais jovens esperam fechar bons negócios daqui para frente, aproveitando ao máximo o atual período de consolidação da fase de alta do ciclo pecuário.

A baixa oferta de animais de reposição, devido ao abate excessivo de fêmeas nos anos anteriores, também pode contribuir para o aquecimento dos preços.

Do lado dos compradores, a esperança de novos solavancos nos preços internos do boi gordo também deixa os recriadores e invernistas confiantes em realizar bons negócios nos leilões de gado de reposição.

O mais recente boletim de pecuária do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) mostra que, desde outubro de 2019 até a primeira semana de fevereiro, valor do bezerro de 12 meses de idade subiu 17% no Mato Grosso, para R$ 1.602,61 por cabeça. Neste mesmo intervalo de comparação, o preço do garrote teve aumento de 21%, para R$ 1.947,48 por cabeça.

Este movimento de alta na reposição, observa o Imea, tem ocasionado cautela de compras do lado recriador/invernista, uma vez que a arroba do boi gordo está em um momento sem grandes oscilações.

No entanto, os analistas do instituto acreditam em retomada dos negócios com reposição, justamente na esteira do aquecimento dos preços da arroba do boi gordo. “Com as chuvas e as pastagens em boas condições para manter a engorda do boi, demanda aquecendo e exportações ainda respondendo, a oferta vem se restringindo e revertendo este cenário, o que pode aflorar o apetite do produtor e os negócios para o criador”, relata o boletim do Imea.

Segundo a Scot Consultoria

Tocantins: piora na relação de troca do recriador

A escassez de oferta de animais para reposição resultou em alta de 45,8% nos preços de animais de reposição no acumulado dos últimos doze meses, considerando a média de todas as categorias pesquisadas pela Scot Consultoria no estado. 

A maior demanda tem sido pelo garrote. O animal anelorado de 9,5@ teve valorização de 48,9% no período, e atualmente está cotado em R$2,3 mil. Seguido do bezerro de ano (6@), com alta de 48,7% na mesma comparação. 

Nesse período a arroba do boi gordo teve alta de 26,6% e, com isso, piorando o poder de compra do recriador/invernista em 13,2%, considerando a média de tocas as categorias. 

Em fevereiro/19, com a venda de um boi gordo de 18@ comprava-se 1,59 garrote, atualmente compra-se 1,35. Piora de 15,0% no poder de compra.

Compre Rural com informações do FNP, Portal DBO, Agrobrazil e Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com