Acidente com silo e secador gera prejuízos no Mato Grosso

PARTILHAR
Foto: Reprodução

Silo com quase R$ 20 milhões em milho estoura em Marcelândia no Mato Grosso; Armazém metálico guardava 15 mil toneladas do grão

Um silo que armazenava 250 mil sacas de milho, o correspondente a 15 mil toneladas, rompeu na manhã do último sábado (17), na MT-320, em Marcelândia. Somando o valor do produto ao da estrutura metálica, o rompimento expôs mais de R$ 20 milhões. Não houve feridos durante o acidente.

Segundo informou o responsável pela empresa Armazéns Fistarol, onde o galpão metálico estourou, “encheram demais” o silo. Nenhuma pessoa da empresa estava no local no momento do acidente.

Foto: Reprodução

Neste momento, peritos estão acompanhando o caso. O responsável pelo armazém, conhecido como Agassi, garantiu que a maior parte do milho será recuperada. “O milho não vai perder, o prejuízo maior é na estrutura”. O valor do galpão é estimado em mais de R$ 2 milhões. Cada saco de miho custa R$ 75.

O silo da Fistarol armazena o grão de produtores de Marcelândia e região. Ainda está sendo levantado o valor exato do prejuízo.

secador de graos desabou
Foto: Só Notícias

Secador de grãos desaba em fazenda e fica destruído

Um secador de grãos, localizado em uma fazenda no município de Nova Maringá (389 quilômetros ao Médio Norte de Cuiabá) desabou e ficou completamente destruído, ontem à noite. As informações foram confirmadas pelo proprietário Willian Paulo Matelli, em entrevista, há pouco, ao Só Notícias.

“Há alguns dias teve um incêndio na estrutura. Fizemos os reparos, mas não suportou e acabou estourando e desabando. Já era um secador antigo e ainda não temos uma estimativa do valor do prejuízo. Será necessário a construção de um novo. Esse que desabou não tem mais possibilidade de reparo”.

Matelli detalhou ainda que no momento que a torre metálica desabou não havia funcionários. “Ninguém ficou ferido e alguns maquinários que estavam próximos também não foram atingidos”.

Adaptado de Leiagora e Só Notícias

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.